Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7392
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCustodio, Vinicius-
dc.date.accessioned2017-09-29T11:55:12Z-
dc.date.available2017-09-29T11:55:12Z-
dc.date.issued2017-06-08-
dc.identifier.citationCUSTODIO, Vinicius. Implementação de agente inteligente, modelado como um veículo autônomo, para desvio de obstáculos estáticos. 2017. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7392-
dc.description.abstractAutonomous cars are a revolution for the automotive industry and are becoming closer to reality, already being developed by big companies like Google, Uber and Tesla. The area of autonomous vehicles only tends to grown in the coming years and comes to modify and broaden the structure of society in terms of how cars are used and how are the interactions with users.The development requires the joining of several areas, one of which is the area of intelligent agents, within intelligent agents it is possible to incorporate several techniques to the agents, one of these techniques is so that it can avoid obstacles. There are several ways to implement an intelligent agent, this work uses the BDI (Belief, Desire and Intention) architecture, where the agent has beliefs, desires and intentions, a framework that implements this architecture is JaCaMo. In order for the agent to be able to act, an environment is necessary. For this purpose, Simbad is used, which corresponds to a simulator that allows the construction of an environment with static and dynamic objects (robots). The environment defined for this work has only static obstacles, which are defined within tracks, and the agent transits between them to avoid the obstacles. The simulator is also responsible for providing the information to the agent, so that the agent is able to control its representation within the simulator. In order for the information to be exchanged a communication protocol was defined, and allows the agent to receive information about the environment and sent the actions that must be performed for its representation within the simulator. After the integration of the simulator tests were performed with the agent to obtain information of their capabilities, being possible to note that within the defined scenario the agent can perform the proposed maneuvers.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Tecnológica Federal do Paranápt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectAgentes inteligentes (Software)pt_BR
dc.subjectSistemas inteligentes de veículos rodoviáriospt_BR
dc.subjectDesenvolvimento orientado para o trânsitopt_BR
dc.subjectSimulação (Computadores)pt_BR
dc.subjectIntelligent agents (Computer software)pt_BR
dc.subjectIntelligent transportation systemspt_BR
dc.subjectTransit-oriented developmentpt_BR
dc.subjectComputer simulationpt_BR
dc.titleImplementação de agente inteligente, modelado como um veículo autônomo, para desvio de obstáculos estáticospt_BR
dc.title.alternativeImplementation of intelligent agent, modeled as an autonomous vehicle, for obstacle avoidancept_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.description.resumoOs veículos autônomos são uma revolução para a indústria automotiva e estão cada vez mais próximos da realidade, sendo já desenvolvidos por grandes empresas como Google e Tesla. A área de veículos autônomos só tende a crescer nos próximos anos e vem para modificar e ampliar a estrutura da sociedade em termos de como os veículos são utilizados e como são as interações com os usuários. O desenvolvimento requer a junção de diversas áreas, uma delas é a de agentes inteligentes. Dentro de agentes inteligentes é possível incorporar diversas técnicas, uma dessas é para o desvio de obstáculos. Existem diversas formas de se implementar um agente inteligente, dentre elas a a arquitetura BDI (Belief, Desire e Intetion), onde o agente possui crenças, desejos e intenções, implementada em um framework chamado JaCaMo. Para que o agente consiga atuar é necessário um ambiente, para esse fim o Simbad é utilizado, correspondendo esse a simulador que permite a construção de ambientes com objetos estáticos e dinâmicos (robôs). O ambiente definido para esse trabalho possui somente obstáculos estáticos, que estão definidos dentro de faixas, e o agente transita entre as faixas para desviar desses obstáculos. O simulador também é responsável por fornecer as informações ao agente, de forma que esse seja capaz de controlar a sua representação dentro do simulador. Para que as informações fossem trocadas, um protocolo de comunicação foi definido, e permite que o agente receba informações sobre o ambiente e enviei as ações que devem ser realizadas para sua representação dentro do simulador. Após a integração do simulador testes foram realizados com o agente para obter informações de suas capacidades, sendo possível notar que dentro do cenário definido o agente consegue realizar as manobras propostas.pt_BR
dc.degree.localPonta Grossapt_BR
dc.publisher.localPonta Grossapt_BR
dc.contributor.advisor1Alves, Gleifer Vaz-
dc.contributor.referee1Alves, Gleifer Vaz-
dc.contributor.referee2Borges, André Pinz-
dc.contributor.referee3Morais, Erikson Freitas de-
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento Acadêmico de Informáticapt_BR
dc.publisher.programCiência da Computaçãopt_BR
dc.publisher.initialsUTFPRpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::CIENCIA DA COMPUTACAOpt_BR
Aparece nas coleções:PG - Ciência da Computação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PG_COCIC_2017_1_11.pdf3,85 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.