Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7562
Título: Fisiologia da produção da soja em resposta à aplicação de reguladores vegetais
Título(s) alternativo(s): Physiology and production of soybean in response to foliar applications of plant growth regulators
Autor(es): Baldin, Rafael Carlos
Orientador(es): Finatto, Taciane
Palavras-chave: Soja - Cultivo
Grãos - Rendimento
Fisiologia vegetal
Hormônios vegetais
Soybean - Planting
Grain - Yields
Plant physiology
Plant hormone
Data do documento: 25-Nov-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: BALDIN, Rafael Carlos. Fisiologia da produção da soja em resposta à aplicação de reguladores vegetais. 2016. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2016.
Resumo: A soja (Glycine max [L.] Merrill) é uma das culturas mais importantes do mundo. O óleo e a proteína contidos em seus grãos, aliado ao baixo custo de produção, a colocam como protagonista quando se trata de matéria-prima para alimentação humana e animal. Desta forma, a demanda global pelo grão de soja, bate recordes a cada nova safra e a cultura já exige os mais altos níveis técnicos para alcançar as melhores produtividades. Em situações onde a produção não se encontra condicionada por limitações nutricionais, hídricas e/ou pela ação de pragas, o emprego de agroquímicos de ação hormonal nesta cultura, mostra-se cada vez mais promissor para o aumento da produção e consequentemente redução dos custos agrícolas. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes reguladores vegetais aplicados via foliar, em diferentes estádios de desenvolvimento, sobre parâmetros fisiológicos, morfológicos e produtividade de grãos da cultura da soja. O delineamento experimental adotado foi de blocos ao acaso, com três repetições. Os tratamentos contemplaram aplicações foliares de reguladores vegetais a base de cinetina (CIN), ácido 4-indol-3-ilbutírico (AIB) e ácido giberélico (GA3) e os controles (Stimulate® e água). Estes foram aplicados via foliar nos estádios fenológicos V4, R1, R4, em uma cultivar de soja com tipo de crescimento indeterminado (95Y72) e outra com tipo de crescimento semideterminado (TMG 7262RR). Foram avaliados os caracteres fisiológicos (clorofila a, clorofila b, clorofila total, taxa de assimilação de CO2, condutância estomática, eficiência no uso de água, taxa de transpiração e concentração intercelular de CO2), morfológicos (massa fresca e seca acumulada em raízes, folhas, legumes, hastes e parte aérea; estatura de planta, altura de inserção do primeiro legume) e os componentes do rendimento (número de legumes por planta, número de grãos por planta, número de grãos por legume, massa de mil grãos e produtividade de grãos). Os tratamentos utilizados neste experimento não influenciam nos caracteres estatura de planta, altura de inserção do primeiro legume, número de grãos por legume, número de legumes por planta, massa de mil grãos e produtividade de grãos das cultivares testadas. Aplicações de CIN nos estádios R1 e R4, além de GA3 aplicado no estádio R4, resultam em decréscimo do número de legumes por planta, da cultivar TMG 7262RR. A aplicação dos reguladores vegetais não resulta em uma variabilidade no coeficiente de correlação linear de Pearson, entre os caracteres relacionados a produtividade de grãos. A aplicação dos diferentes reguladores vegetais diminui a correlação entre a produtividade de grãos e o número de legumes por planta. Assim, diante da constante busca pela evolução na produtividade da cultura, constata-se a necessidade de novos trabalhos, para uma conclusão mais precisa quanto a eficiência ou não dos reguladores vegetais sobre a fisiologia da produção da soja.
Abstract: Soybean is one of most important crop in the world. The oil and protein present in the seeds, associated to low cost of production, make this crop a protagonist when it’s come to the raw material to human and animal alimentation. In this way, the global demand for soybeans, breaking records with each new harvest and the crop already requires the highest technical levels to achieve the best productivities. In situations where production is not conditioned by nutritional, water and / or pest restrictions, the use of hormone-action agrochemicals in this crop is promising for increased production and consequently reduced agricultural costs. The objetive of this study was to evaluate effect of the foliar application of plant growth regulators, in different stages of development on physiological, morphological parameters and soybean grain yield. The experimental design adopted was randomized block, with three repeats. The treatments contemplated foliar applications of plant growth regulators kinetin (citocinin), indole-3-butyric (auxin) and gibberellic acid (gibberellins) and controls (Stimulate® and water). The foliar applications were on phenological stages V4, R1 e R4, in an indeterminate type cultivar (95Y72) and other semi-determinate cultivar (TMG 7262RR). Were evaluated physiological traits (chlorophyll a, chlorophyll b, total chlorophyll, CO2 assimilation rate, stomatal conductance, water use efficiency, transpiration rate and intercellular CO2 concentration), morphological (fresh and dry mass accumulated in roots, number of pods per plant, number of grains per plant, number of grains per pod, mass of one thousand grains and productivity. The treatments of this study not influenced on characters such height plant, first pod insertion height, number of pod per plant, number of grains per pod, and mass of one thousand grains of tested cultivars. KIN application on stages R1 and R4, GA3 applied at the R4 stage, result in a decrease in the number of pods per plant of cultivar TMG 7262RR. The application of plant grow regulators does not result in a variability in Pearson's linear correlation coefficient among the characters related to grain yield. The application of the different plant growth regulators decreases the correlation between grain yield and number pods per plant. Thus, in view of the constant search for the evolution in crop productivity, the need for new work, for a more precise conclusion as to the efficiency or not of the plant growth regulators on the physiology of soybean production.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7562
Aparece nas coleções:PB - Agronomia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COAGR_2016_30.pdf466,02 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.