Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7565
Título: Determinação da densidade e volume de povoamentos de Eucalyptus grandis na região sudoeste do Paraná
Título(s) alternativo(s): Determination of density and volume of stands in the region of southwest Eucalyptus grandis Paraná
Autor(es): Franceschi, Fernando
Orientador(es): Thomas, Cláudio
Palavras-chave: Eucalyptus grandis - Paraná (Brazil)
Florestas
Madeira
Forests and forestry
Wood
Data do documento: 10-Abr-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: FRANCESCHI, Fernando. Determinação da densidade e volume de povoamentos de Eucalyptus grandis na região sudoeste do Paraná. 2013. 48 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2013.
Resumo: O presente trabalho teve como objetivos determinar a densidade populacional e o volume de povoamentos de Eucalyptus grandis, utilizando como indicador da densidade o Índice de Espaçamento Relativo (S%) e indicar os fatores de forma com casca e sem casca para os povoamentos. Os dados para a realização deste estudo foram coletados em florestas de Eucalyptus grandis nos municípios de Enéas Marques e Salto do Lontra, com áreas de 72,09 e 57,51 hectares respectivamente, pertencentes à cooperativa Florcoop, localizada no município de Francisco Beltrão, sudoeste do Paraná. Os povoamentos, tem atualmente sete e cinco anos de idade, com espaçamento 3,0 x 2,0 metros, totalizando 1666 árvores por hectare. O índice de espaçamento relativo encontrado foi baixo, assim podemos chegar à conclusão que os dois povoamentos necessitam de desbaste para aumentar o espaçamento relativo que esta em média 7,92% para o povoamento com sete anos e 9,58% para o povoamento com cinco anos, para pelo menos 16%, assim as árvores se desenvolverão melhor, aumentando a produção de madeira. O fator de forma médio encontrado para os povoamento estudados da região sudoeste do Paraná foi de 0,447 para árvores com casca e 0,457 para árvores sem casca. O volume encontrado para povoamento com cinco anos de idade foi de 144,80 m3/ha e para povoamento com sete anos de idade foi 233,35 m3/ha. A percentagem média de casca dos indivíduos das florestas estudadas foi de 23,3% para o povoamento com cinco anos e 22,4% para o povoamento com sete anos.
Abstract: The present study aimed to determine the Eucalyptus grandis‟ density and volume using density as an indicator of the relative spacing index (% S), and indicate the form factors in shell and shelled settlements. Data for this study were collected in Eucalyptus grandis‟ forests of Eneas Marques and Salto do Lontra cities, with areas of 72.09 and 57.51 hectares respectively, belonging to the cooperative Florcoop, located in Francisco Beltrao, Paraná State. Respectively, both with seven and five years, and 3.0 x 2.0 meters of spacing, totaling 1666 trees per hectare. The relative spacing index founded was very low, so we can concluded that both populations need thinning to increase the average relative spacing of 7.92% for trees seven years old and 9.58% for trees five years old with relative space increasing of 16%, so the trees grew better, increasing the wood production. The average volume per hectare was low, which represents a low increasing of diameter, and heterogeneity of population, with many little trees. The mean form factor found for the population studied in the southwest region of Paraná was the same for both, and 0.447 to 0.457 barked trees and for trees without bark. The average percentage of forest bark of individuals studied was 22.4% for the population aged seven and 23.3% for the placement of five years.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7565
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2012_2_05.pdf1,32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.