Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7670
Título: Resposta do bambu gigante Dendrocalamus giganteus à adubação de nitrogênio, fósforo e potássio
Título(s) alternativo(s): Response to mineral fertilization of giant bamboo Dendrocalamus giganteus fertilization of nitrogen, phosphorus and potassium
Autor(es): Müller, Suelen Fernanda
Orientador(es): Pocojeski, Elisandra
Palavras-chave: Nutrição - Avaliação
Bambú
Plantas - Efeito do nitrogênio
Nutrition - Evaluation
Bamboo
Plants - Effect of nitrogen on
Data do documento: 7-Jun-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: MÜLLER, Suelen Fernanda. Resposta do bambu gigante Dendrocalamus giganteus à adubação de nitrogênio, fósforo e potássio. 2017. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2017.
Resumo: O bambu é conhecido como a planta dos mil usos, tendo potencialidade nas mais diversas áreas. Porém, há poucos estudos referentes ao manejo da adubação do ambu em condições brasileiras. Assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a resposta do bambu gigante Dendrocalamus giganteus Wallich ex Munro à aplicação de nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K). O experimento encontra-se na área experimental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Câmpus Dois Vizinhos, sendo o solo classificado como Nitossolo Vermelho. A área útil do experimento é de 1,6 ha, sendo composto por 240 plantas divididas em 12 parcelas. A área foi dividida em 3 experimentos, cada um contendo 4 parcelas, com doses de cada um dos nutrientes (N, P e K). No experimento 1 foram utilizados: 0, 40, 80, 120 e 160 kg de N ha-1 em cobertura; no experimento 2: 0, 40, 80, 120 e 160 kg de P2O5 ha-1 e no experimento 3: 0, 30, 60, 90 e 120 kg de K2O ha-1. Foi realizado o inventário da das plantas, com as seguintes avaliações: a) área de copa; b) número de colmos e brotos; c) altura e circunferência de colo dos colmos e brotos d) número de colmos mortos. Para a avaliação do teor de N, P e K no tecido foliar foram coletadas amostras de folhas da parte aérea das plantas. As folhas foram secas, moídas e passaram por um processo de digestão ácida para a extração dos nutrientes. A determinação do teor de K foi realizada em espectrofotômetro de chama, do teor de P em espectrofotômetro UV-Visível (882nm) e o teor de N com destilação em semimicro kjeldahl e titulação. Os resultados foram avaliados através da análise de variância utilizando o software estatístico R e quando significativos, os efeitos de tratamentos quantitativos foram comparados através da análise de regressão. Não houve resposta significativa para as avaliações do inventário das plantas de bambu, exceto para a variável número de brotos menores que 10 cm, com resposta significativa para doses de N e P e para a variável número de colmos mortos, que apresentou resposta significativa para doses de N. Os teores de N no tecido foliar oscilaram entre 0,4 e 1,9% e também apresentaram resposta significativa. Os teores de P não foram significativos e variaram entre 0,109 e 0,241%. Os teores de K foram significativos e variaram entre 0,58-1,17%, %. O excesso de N pode ter causado toxidade aos colmos provocando a morte ou ainda pelo excesso de crescimento, os quais ficam mais suscetíveis ao tombamento. Também houve influência negativa no desenvolvimento de novos brotos, o que pode estar relacionado também com a fisiologia das plantas. Por se tratar de uma espécie perene o tempo de avaliação entre a adubação e as avaliações ainda é curto, necessitando de futuras avaliações para se obter resultados mais concretos sobre o experimento. Sugere-se ainda a adequação das técnicas de inventariamento e novos estudos sobre a padronização de amostragem para análise do tecido foliar.
Abstract: Bamboo is known as a plant of the thousand uses, having potentiality in the most diferente scopes. However, there are few studies on the management of bamboo fertilization under Brazilian conditions. The objective of this work is to evaluate the response of the giant bamboo Dendrocalamus giganteus Wallich ex Munro to the application of nitrogen (N), phosphorus (P) and potassium (K). The experiment is located in the experimental area of the Federal Technology University of Paraná, campus Dois Vizinhos, where the soil is classified as Red Nitosol. The useful area of the experiment is 1.6 ha, consisting of 240 plants divided into 12 plots. The area was divided in 3 experiments, each containing 4 plots, with doses of each of the nutrients (N, P and K). In experiment 1, 0, 40, 80, 120 and 160 kg of N ha-1 were used; In experiment 2: 0, 40, 80, 120 and 160 kg of P2O5 ha-1 and in experiment 3: 0, 30, 60, 90 and 120 kg of K2O ha-1. The inventory of plants was carried out, with the following evaluations: a) crown area; B) number of stems and shoots; C) height and lap circumference of stems and shoots d) number of stems dead. For the evaluation of the N, P and K content in the leaf tissue samples of leaves of the aerial part of the plants were collected. The leaves were dried, ground and underwent a process of acid digestion for the extraction of nutrients. The determination of the K content was carried out in a flame spectrophotometer, the P content in a UV-Visible spectrophotometer (882nm) and the N content with semi-micro kjeldahl distillation and titration. The results were evaluated through analysis of variance using statistical software R and when significant, the effects of quantitative treatments were compared through regression analysis. There was no significant response to the inventory evaluations of the bamboo plants, except for the variable number of shoots smaller than 10 cm, with a significant response for N and P doses, and for the variable number of dead shoots, which presented a significant dose response From N. N contents in leaf tissue varied between 0.4 and 1.9% and also presented a significant response. P levels were not significant and ranged from 0.109 to 0.241%. P levels were not significant and ranged from 0.109 to 0.241%. The K contents weresignificant and varied between 0,58-1,17%. Excess N may have caused toxicity to stalks causing death or even overgrowth, which are more susceptible to tipping. There was also a negative influence on the development of new shoots, which may also be related to plant physiology. Because it is a perennial species, the evaluation time between fertilization and evaluations is still short, requiring future evaluations to obtain more concrete results on the experiment. It is also suggested the adequacy of inventory techniques and new studies on sample standardization for foliar tissue analysis.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7670
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2017_1_17.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.