Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7732
Título: Potencial da ação antifúngica do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis Thunb. a fungos xilófagos in vitro
Título(s) alternativo(s): Potential for the antifungal action of the pyrolignous liquor of Hovenia dulcis Thunb. in xylophags fungi in vitro
Autor(es): Martins, Vinícius Cantazini
Orientador(es): Carvalho, Douglas Edson
Palavras-chave: Fungos
Carvão
Madeira - Anatomia
Fungi
Coal
Wood - Anatomy
Data do documento: 5-Set-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: MARTINS, Vinícius Cantazini. Potencial da ação antifúngica do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis Thunb. a fungos xilófagos in vitro. 2017. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2017.
Resumo: O presente trabalho foi realizado no munícipio de Dois Vizinhos, no Laboratório de Tecnologia da Madeira e no Laboratório de Fitossanidade da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Dois Vizinhos-PR, com o objetivo de analisar o potencial do licor pirolenhoso de Hovenia dulcis como inibidor natural em meios de cultura inoculados com os fungos Trametes versicolor (podridão branca) e Neolentinus lepideus (podridão parda). Os tratamentos utilizados no experimento foram: 0% (T1 - testemunha), 0,5% (T2), 1% (T3), 2,5% (T4), 5% (T5) e 10% (T6) de concentração de licor pirolenhoso em BDA. Os fungos Trametes versicolor e Neolentinus lepideus foram inoculados em meios de cultura semi sólidos, por meio de discos de micélio dos fungos já em colônia pura, e então levados a BOD, por 13 dias para crescimento das colônias. Para cada um dos tratamentos, foram utilizadas 8 placas de petri (repetições) inoculadas com os fungos em meio de cultura BDA. Em concentrações ≤ 0,5% o licor pirolenhoso dificultou o desenvolvimento do fungo de podridão branca. Entretanto, em concentrações > 0,5% o licor apresentou ação inibidora ao crescimento do fungo. Em relação ao fungo de podridão parda, verificou-se que apenas nas placas da testemunha (0% de concentração de licor) o fungo desenvolveu-se. Em nenhum dos outros cinco tratamentos o fungo conseguiu se desenvolver. Isso comprova o efeito inibidor do licor pirolenhoso no controle do fungo. Com base na metodologia empregada in vitro e com os resultados obtidos, conclui-se que o licor pirolenhoso da madeira de Hovenia dulcis apresenta grande ação inibidora. O mesmo mostrou-se eficiente quando submetido ao tratamento aos fungos de madeira (podridão branca – Trametes versicolor e podridão parda – Neolentinus lepideus). Recomenda-se futuros experimentos com concentrações na faixa de 0,1% a 1% para avaliar qual a concentração mínima do produto que inibe o desenvolvimento dos fungos.
Abstract: The present work was be carried out in the municipality of Dois Vizinhos, in the Wood of Technology Laboratory and in the Phytosanitary Laboratory of the Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos-PR campus, with the objective of analyzing the potential of the pyroligneous liquor of Hovenia dulcis as a natural inhibitor in culture media inoculated with the fungi Trametes versicolor (white rot) and Neolentinus lepideus (brown rot). The treatments used in the experiment were: 0% (T1 - witness), 0.5% (T2), 1% (T3), 2.5% (T4), 5% (T5) and 10% (T6) concentration of pyroligneous liquor in BDA. The fungi of Trametes versicolor and Neolentinus lepideus were inoculated in the semi solids culture media, by means of mycelium discs of the fungi already in pure colony, and then taken to BOD, for 13 days to grow the colonies. For each of the treatments, 8 petri dishes (replicates) inoculated with the fungi in BDA culture medium were used. At concentrations ≤ 0.5% the pyrolignous liqueur made the development of the white rot fungus difficult. However, in concentrations > 0.5% the liquor presented inhibitory action to fungus growth. Regarding brown rot fungus, it was found that only on the witness plates (0% liquor concentration) did the fungus develop. In none of the other five treatments did the fungus develop. This proves the inhibitor effect of pyroligneous liquor on fungus control. Based on the methodology employed in vitro and the results obtained, it is concluded that the pyrolignous liquor of the Hovenia dulcis wood has a great inhibitory action. The same proved to be efficient when submitted to treatment in wood fungi (white rot - Trametes versicolor and brown rot - Neolentinus lepideus). Future experiments with concentrations 0,1% to 1% are recommended to assess the minimal concentration of the product that inhibits fungal growth.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7732
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2017_1_20.pdf1,85 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.