Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7751
Título: Variabilidade genética para caracteres juvenis de procedências e progênies de Araucaria angustifolia (Bertol.): subsídio para formação de pomares de sementes
Título(s) alternativo(s): Genetic variability for juvenile characters provenances and progenies of Araucaria angustifolia (Bertol.): subsidy for the formation of seed orchards
Autor(es): Gerber, Dionatan
Orientador(es): Wagner Júnior, Américo
Palavras-chave: Genética florestal
Araucaria angustifólia
Sementes - Qualidade
Forest genetics
Brazilian pine
Seeds - Quality
Data do documento: 5-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: GERBER, Dionatan. Variabilidade genética para caracteres juvenis de procedências e progênies de Araucaria angustifolia (Bertol.): subsídio para formação de pomares de sementes. 2017. 61 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2017.
Resumo: A Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze encontra-se na lista de espécies ameaçadas de extinção, devido à grande exploração indiscriminada sofrida historicamente. Esse cenário poderá ser revertido com a realização de novas pesquisas científicas versadas no melhoramento e na silvicultura. O objetivo do trabalho foi avaliar diferenças genéticas da espécie a partir de variáveis qualitativas e quantitativas juvenis em teste de procedências e progênies, como subsídio para formação de pomares de sementes. Os materiais genéticos superiores foram coletados de procedências de duas diferentes regiões do Sul do Brasil, localizadas no Parque Natural Municipal das Araucárias, município de Guarapuava-PR e em uma propriedade rural localizada no município de Palmeira-SC. A coleta de dados teve inicio em junho de 2015, seguindo por avaliações diárias e mensais. As informações foram obtidas conforme as três etapas integrantes do projeto, ou seja, seleção de matrizes, coleta de material e produção de mudas em casa de vegetação. Na primeira etapa foi realizada a seleção conforme o seu potencial de variabilidade genética das matrizes. As árvores matrizes foram avaliadas conforme características dendrométricas e de sanidade, assim como também as pinhas colhidas foram avaliadas quanto ao seu peso, volume e sanidade. Foram selecionadas 14 matrizes da procedência de Palmeira-SC e 10 matrizes da procedência de Guarapuava-PR. Na segunda etapa, foi realizado o plantio das sementes em substrato comercial e encaminhadas a casa de vegetação da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – câmpus Dois Vizinhos (UTFPR-DV), sob irrigação por pulverização, temperatura e umidade relativa do ar controlados. Nesta etapa, foi avaliada a porcentagem de emergência, velocidade de emergência (VE), tempo médio de emergência (TME), diâmetro do colo (dc) e altura total (Ht). Todos os dados coletados, na fase de seleção de matrizes e produção das progênies, de forma comparada entre as suas procedências (Palmeira/SC e Guarapuava/PR), foram submetidos à análise de variância e testes de Scott-Knott. A diversidade genética foi avaliada pelo método de agrupamento vizinho mais próximo, utilizando-se a distância de Mahalanobis como medida de dissimilaridade e com componentes principais (CP). Percebeu-se que existe variabilidade genética entre as procedências e progênies para maioria dos caracteres quantitativos estudados para A. angustifolia e, portanto, a possibilidade de obter-se ganhos pela seleção entre e dentro de procedências. A seleção entre e dentro das procedências sugere a possibilidade de capitalizar grandes ganhos genéticos, em especial para caracteres de peso e diâmetro da pinha, peso e número de pinhões por pinha e crescimento. Os caracteres juvenis de araucária avaliados a campo e em fase de viveiro apresentaram elevado controle genético, podendo ser utilizados para avaliação da variabilidade genética de amostras de populações da espécie.
Abstract: Araucaria angustifolia is the list of endangered species, because of the large indiscriminate exploitation suffered historically. This scenario can be reversed with the realization of new versed scientific research in improvement and forestry. The objective of this study was to evaluate genetic differences of the species A. angustifolia from qualitative variables and youth quantitative in test provenances and progeny, as subsidy for the formation of seed orchards. We collected the superior genetic material from two different regions of southern Brazil, located in the Municipal Natural Park of Araucaria, municipality of Guarapuava-PR and a rural property located in the municipality of Palmeira-SC. Data collection began in June 2015, followed by daily and monthly evaluations. The information was obtained according to the three members of the project stages, that is, selection of matrices and collection of material, production of seedlings in forest nursery and laboratory tests. The selection of matrices was carried out with your potential of genetic variability. We evaluate the matrices according to the characteristics and sanity as well as harvested pinecones will be evaluated for their weight, volume and sanity. We selected 14 matrices from the Palmeira-SC and 10 matrices from the Guarapuava-PR provenance. In the second stage, the seeds were sown in commercial substrate and forwarded to the greenhouse at the Federal Technological University of Paraná - Campus Dois Vizinhos (UTFPR-DV), under iirrigated by spraying, temperature and air relative humidity controlled. In this step, it was evaluated the percentage of emergence, emergence speed (ES), mean emergence time (MET), stem diameter (Sd) and total height. All data collected, both arrays selection phase, production of seedlings in forest nursery and growth of seedlings in orchard area, in a way compared between their provenances (Palmeira / SC and Guarapuava / PR) 15 progenies of each provenance, were submitted to analysis of Variance and Scott-Knott test. Previously to this data will be submitted to Lilliefors normality test. The genetic diversity were evaluated by the method of nearest-neighbor clustering, using Mahalanobis distance as a measure of dissimilarity and with principal components (PC). All statistical analyzes will be performed in computer application in genetics and statistics - GENES® and R software. There is genetic variability between provenances and progenies for most of the quantitative traits studied for Araucaria angustifolia and, therefore, the possibility of obtaining gains by selection between and within provenances. Selection among and within provenances suggests the possibility of capitalizing on large genetic gains, especially for characters of weight and diameter of the strobile, weight and number of pine by strobile (Araucaria angustifolia seeds) and growth. The juvenile Araucaria angustifolia characters evaluated in the field and in the nursery presented high genetic control and can be used to evaluate the genetic variability of species samples.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7751
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2017_1_07.pdf9,83 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.