Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7831
Título: Análise da capacidade antioxidante do chocolate orgânico
Autor(es): Bueno, Luciana Rosa
Orientador(es): Moreira, Isabel Craveiro
Palavras-chave: Cacau - Cultivo
Antioxidantes
Fenóis
Chocolate
Cocoa - Planting
Antioxidants
Phenols
Data do documento: 22-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Londrina
Referência: BUENO, Luciana Rosa. Análise da capacidade antioxidante do chocolate orgânico. 2017. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, 2017.
Resumo: Durante a redução do oxigênio molecular, espécies reativas de oxigênio são formadas e existe a necessidade permanente de inativar estes radicais livres. Os danos induzidos pelos radicais livres podem afetar muitas moléculas biológicas, incluindo os lipídeos, as proteínas, os carboidratos e as vitaminas presentes nos alimentos. As espécies reativas de oxigênio também estão implicadas nas várias doenças humanas. Evidências têm sido acumuladas indicando que uma dieta rica em antioxidantes reduz os riscos das principais doenças humanas. Esta revisão discute a importância dos antioxidantes da dieta sobre as estratégias de defesa dos organismos contra os radicais livres. O presente trabalho objetivou comparar o teor de polifenóis em chocolates comuns e orgânicos, com diferentes porcentagens de cacau em suas respectivas fórmulas considerando ainda a marca comercial de cada um. As compilações da literatura, em geral, aprofundam os mecanismos dos efeitos benéficos dos compostos fenólicos do cacau no organismo humano. Esta revisão fornece um panorama de pesquisas relacionadas aos altos teores de polifenóis presentes no cacau bem como aos seus benefícios à saúde. Embora o resultado tenha demonstrado que o teor de cacau presente em cada chocolate não esteja diretamente ligado aos tipos analisados, comum ou orgânico, somente as amostras que possuem 70% e 100% de cacau apresentaram um número maior de fenólicos, indicando que chocolates orgânicos e convencionais possuem similar propriedades antioxidantes, considerando o chocolate que possui 70% é comum e ao leite e, o com teor de cacau de 100% é orgânico.
Abstract: During the reduction of molecular oxygen, reactive oxygen species are formed and there is a permanent need to inactivate these free radicals. Free radical-induced damage can affect many biological molecules, including lipids, proteins, carbohydrates, and vitamins in foods. Reactive oxygen species are also implicated in various human diseases. Evidence has been accumulated indicating that a diet rich in antioxidants reduces the risks of major human diseases. This review discusses the importance of dietary antioxidants on the body's defense strategies against free radicals. The present work aimed to compare the polyphenol content in common and organic chocolates, with different percentages of cocoa in their respective formulas, considering the commercial brand of each one. Literature compilations, in general, deepen the mechanisms of the beneficial effects of cocoa phenolic compounds on the human organism. This review provides an overview of research related to the high levels of polyphenols present in cocoa as well as its health benefits. Although the results showed that the cocoa content in each chocolate is not directly related to the analyzed types, common or organic, only the samples with 70% and 100% of cocoa presented a higher number of phenolics, indicating that organic and Conventional foods have similar antioxidant properties, considering that chocolate is 70% common and milk, and cocoa content of 100% is organic.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7831
Aparece nas coleções:LD - Tecnologia em Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LD_COALM_2017_1_07.pdf647,23 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.