Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7921
Título: Determinação do índice de sustentabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio do Campo, PR
Autor(es): Gottstein, Pauline
Orientador(es): Arantes, Eudes José
Palavras-chave: Sustentabilidade
Solo - Uso
Bacias hidrográficas
Sustainability
Land use
Watersheds
Data do documento: 19-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: GOTTSTEIN, Pauline. Determinação do índice de sustentabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio do Campo, PR. 2017. 66 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2017.
Resumo: A busca pelo equilíbrio entre o crescimento econômico, a preservação ambiental e a justiça social, tem fortalecido o paradigma do desenvolvimento sustentável. Com isso, os indicadores exercem função importante na geração de dados para a avaliação da sustentabilidade, descrevendo a dinâmica dos problemas existentes na área de interesse, indicando a direção, a prioridade das mudanças e transformando dados em informações relevantes para a construção de estratégias políticas e de planejamento, que contribuam com um desenvolvimento sustentável. Portanto, o presente estudo teve como objetivo determinar o índice de sustentabilidade ambiental da bacia hidrográfica do rio do Campo – PR, por meio de indicadores representativos das condições ambientais, sociais e econômicas predominantes na área de estudo, empregando técnicas de geoprocessamento. O índice de sustentabilidade (IS) utilizado neste estudo consiste em uma adaptação da proposta de Couto (2007), sendo constituído de três dimensões que caracterizam o uso e ocupação do solo (fator de uso do solo), a condição física da área (fator de fragilidade potencial) e a condição de desenvolvimento humano (fator de desenvolvimento humano), refletindo os aspectos propostos no modelo de avaliação Pressão - Estado - Impacto – Resposta (PEIR), recomendado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O IS foi calculado em nove sub-bacias e para a bacia do rio do Campo como um todo, sendo expresso na forma de um número entre zero e um, onde quanto mais próximo da unidade melhor a condição de sustentabilidade da bacia. Assim, a bacia do rio do Campo apresentou, para fator de uso do solo, áreas predominantemente agrícolas, correspondendo a este fator o peso 0,55. Para o fator de fragilidade potencial, os indicadores aplicados indicaram áreas predominantemente planas, com uma rugosidade média a fraca, resultando em um índice de 0,69. Já o fator de desenvolvimento humano, que analisou as dimensões educação, longevidade, saneamento e renda, evidenciou os menores valores para a dimensão saneamento e os melhores para a dimensão longevidade, obtendo um índice final de 0,671. A agregação dos três fatores que compõe o índice de sustentabilidade indicou que a bacia do rio do Campo apresenta um nível médio de sustentabilidade com IS de 0,64. No entanto, destaca-se que a obtenção do IS por sub-bacia permitiu a identificação de diversos níveis de sustentabilidade dentro da mesma bacia hidrográfica, evidenciando que a área mais crítica está compreendida na sub-bacia 3, pertencente ao município de Peabiru, já a melhor condição de sustentabilidade foi encontrada na sub-bacia 6, pertencente ao município de Campo Mourão. Portanto, considera-se que o índice gerado possa ser utilizado para um rápido diagnóstico das condições da bacia, sendo aproveitado pelas comunidades locais, tanto por instituições públicas como entidades de caráter privado, no suporte ao planejamento e gestão de ações socioeconômicas e ambientais voltadas para a sustentabilidade das sub-bacias analisadas.
Abstract: The search for a balance between economic growth, environmental preservation and social justice has strengthened the paradigm of sustainable development. Thus, indicators practice an important role in generating data for sustainability rating, describing the dynamics of existing problems in the area of interest, indicating the direction, the priority of changes and transforming data into information relevant to the political and planning strategies construction, that contribute to sustainable development. Therefore, the present study aimed to determine an environmental sustainability index of the Campo’s river watershed - PR, by representative indicators of environmental, social and economic conditions prevailing in the study area, using geoprocessing techniques. The sustainability index (SI) used in this study consists of an adaptation of Couto's (2007) proposal, which consists of three dimensions that characterize land use and occupation (soil use factor), the physical condition of the area (potential fragility factor) and the human development condition (human development factor), reflecting the aspects proposed in the evaluation model Pressure - State - Impact - Response (PSIR), recommended by the Organization for Economic Cooperation and Development (OECD). The SI was calculated in nine sub-basins and for the entire Campo’s river watershed, expressed as a number between zero and one, where the closer to the unit the better is the condition of basin sustainability. Thus, the Campo’s river watershed presented, for the soil use factor, predominantly agricultural areas, corresponding to this factor the weight of 0.55. For the potential fragility factor, the indicators applied indicated predominantly flat areas, with a roughness varying from medium to poor, resulting in an index of 0.69. The human development factor, which analyzed the dimensions of education, longevity, sanitation and income, showed the lowest values for the sanitation dimension and the best ones for the longevity dimension, with a final index of 0.671. The aggregation of the three factors that make up the sustainability index indicated that the Campo’s river watershed presents an average level of sustainability with SI of 0.64. However, it is noteworthy that the achievement of SI by sub-basin allowed the identification of several levels of sustainability within the same watershed, evidencing that the most critical area is comprised in sub-basin 3, belonging to the municipality of Peabiru, on the other hand, the best sustainability condition was found in sub-basin 6, belonging to the municipality of Campo Mourão. Therefore, it is considered that the generated index can be used for a quick diagnosis of the watershed conditions, being taken advantage by local communities, both by public institutions and private entities, in the support to the planning and management of socioeconomic and environmental actions aimed to the sustainability of the sub-basins analyzed.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7921
Aparece nas coleções:CM - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
sustentabilidadeambientalbaciahidrografica.pdf
  Disponível a partir de 2020-08-01
2,63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.