Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7958
Título: Language as a form of repression in 1984 in contrast with language as a form of revolution in A clockwork orange
Autor(es): Martins, Luana Kramin
Orientador(es): Zago, Leandro
Palavras-chave: Linguagem e línguas
Comunicação
Identidade social na literatura
Literatura comparada
Language and languages
Communication
Group identity in literature
Literature, Comparative
Data do documento: 22-Nov-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: MARTINS, Luana Kramin. Language as a form of repression in 1984 in contrast with language as a form of revolution in A clockwork orange. 2016. 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2016.
Resumo: Linguagem pode ser considerada um dos meios de comunicação mais importantes. Através da linguagem é possível não apenas transmitir informação, mas também intenção e emoção. Aqueles conscientes dessas possibilidades podem perceber muito mais a partir de uma conversa do que aqueles que não veem as particularidades do discurso. Portanto, este trabalho analisa dois romances, 1984 (George Orwell) e Laranja Mecânica (Anthony Burgess) principalmente por causa de suas linguagens, Novilíngua e Nadsat, respectivamente. Analisando esses romances é possível fazer uma comparação entre linguagens, discursos, redução de linguagem entre outras peculiaridades, com o uso da linguagem na sociedade atual, não apenas sobre gírias e reduções, mas acima de tudo sobre manipulação e o uso guiado pela intenção. Além disso, ao basear a realidade nos livros também é possível analisar a sociedade em outros níveis com violência e identidade social. Assim sendo, este trabalho é uma tentativa de conscientizar as pessoas da importância de ser consciente a cerca dos discursos, da intenção do falante, e do poder (potencial) da linguagem.
Abstract: Language can be considered one of the most important ways of communication. Through language it is possible not only to transmit information, but also intention and emotion. People who are aware of those possibilities can perceive a lot more from a conversation than those who cannot see the peculiarities on the speech. Therefore, this thesis analyzes two novels, 1984 (George Orwell) and A Clockwork Orange (Anthony Burgess) mainly because of their specific language, Newspeak and Nadsat, respectively. By analyzing those novels it is possible to make a comparison between languages, speeches, language reduction, among other peculiarities, with the use of language in the current society, not only about slangs and reductions, but above all, about manipulation and the use guided by intention. Far more than just that, by basing reality on the books it is possible to analyze society in other levels as well, such as violence and social identity. Therefore this thesis is an attempt to make people aware of the importance of being conscious about speeches, about the speaker’s intention, and the (potential) power of language.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7958
Aparece nas coleções:PB - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COLET_2016_2_17.pdf565,87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.