Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7981
Título: Modelagem da distribuição diamétrica de Tectona grandis como ferramenta do planejamento florestal
Autor(es): Florêncio, Vinícius Ribeiro
Orientador(es): Vismara, Edgar de Souza
Palavras-chave: Florestas - Manejo
Florestas - Medição
Teca (Árvore)
Forest management
 Florests and forestry - Mensuration
Teak
Data do documento: 8-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: FLORÊNCIO, Vinícius Ribeiro. Modelagem da distribuição diamétrica de Tectona grandis como ferramenta do planejamento florestal. 2017. 85 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2017.
Resumo: O estudo do crescimento da teca é fundamental para se conhecer o comportamento do incremento do tronco ao longo do tempo, podendo-se determinar regimes de manejo que a descrevem. O crescimento pode ser modelado de diversas formas, sendo o nível de detalhamento das informações do povoamento a mais utilizada. Dentro desta classificação, modelos de povoamento total são os mais comuns, porém possuem várias limitações. Para tentar reduzir ou superar essas limitações o uso de distribuições de diâmetro se apresenta como uma forma de obter essa redução. O objetivo deste trabalho foi desenvolver modelos de crescimento que sirvam como suporte para otimização de regimes de manejo para as florestas de teca da empresa FLORESTECA. Os dados de Tectona grandis são provenientes de plantios no Mato Grosso e Pará, divididos em 4 regiões, com espaçamentos variando de 3m x 2m a 6m x 3m, com diferentes materiais genéticos, compostos por sementes e 10 variedades de clones. Modelos de relação hipsométrica (Pienaar) e volume individual (Shumacher e Hall) foram ajustados com o intuito de predizer as árvores não medidas a campo. Posteriormente foram testadas 3 distribuições: Weibull 3-P, Weibull 3-P e Johnson’s SB, ajustadas pelo método de máxima verossimilhança, onde a melhor foi selecionada pelos testes: KolmogorovSmirnov, Cramér-von Mises, Anderson-Darling, e o critérios: AIC e BIC. A distribuição Weibull 2-P foi a que obteve melhores resultados, entretanto, devido a dificuldade de ajuste na recuperação devido ao parâmetro de localização e como a Weibull 2-P havia tido o pior desempenho, a distribuição Johnson foi recuperada, juntamente com a distribuição Weibull 2-P e ambas forma comparadas através Error Index, que apontou a Weibull 2-P como mais apropriada. Com a distribuição selecionada e recuperada foram calculados os indicadores de performance So, valor do produto e IMA em área basal, em que a área basal foi calculada a partir da distribuição, assim como o valor do produto. O espaçamento 3m x 2m obteve melhor resultado de So e produtividade e valor do produto, entretanto tanto o espaçamento 3m x 2m como o 3m x 3m se comportaram de forma bastante similar, especialmente pelo fato de haver a mesma intensidade de intervenção entre eles. O espaçamento 4m x 3m, apesar de não ter obtido os melhores resultados, demonstrou possuir um grande potencial, pois são projetos jovens, com alta produtividade e ainda não tiveram seu ciclo de intervenções terminado, apesar disso, não é possível determinar se a alta produtividade é advinda da intervenção ou de fatores externos, pois existe pouca informação sobre esse regime, seja por poucos projetos utiliza-lo ou seja por ainda não se ter completado nenhum ciclo desse regime.
Abstract: The study of teak growth is essential to know the behavior of the trunk increase over time, to determine management regimes to describe it. Growth can be modeled in different ways, where the level of information detail about the population is the most used. Within this classification, the whole-stand models are the most common, but have several limitations. To try to reduce or overcome these limitations the use of diameter distributions is presented as a way to achieve this reduction. The objective of this work is to develop growth models that serve as support for optimization of management regimes for the teak forests of FLORESTECA company. Tectona grandis data come from plantations in Mato Grosso and Pará, divided into four regions, with spacings ranging from 3m x 2m to 6m x 3m, with different genetic material, consisting of seeds and 10 varieties of clones. Hypsometric model (Pienaar) and individual volume (Schumacher and Hall) model, were adjusted in order to predict the trees unmeasured. Three distributions were tested: Weibull 2-P, Weibull 3-P, and Johnson’s SB, adjusted by the maximum likelihood method, where the best distribution was selected by tests: Kolmogorov-Smirnov, Cramér-von Mises, Anderson-Darling, and the criteria: AIC and BIC. The Weibull3-P distribution achieved better results, however, due to a difficulty in fitting the location parameter and as the Weibull 2-P had the worst results in the fitting stage, the Johnson distribution was recoveredd along with the Weibull distribution 2-P and both were compared through Error Index, which pointed to the Weibull 2-P as more appropriate. With a selected and recovered distribution of the performance indicator calculations, the product value and the IMA in basal area, where baal area was calculated from the distribution, as well as the value of the product. The spacing 3m x 2m obtained the best result of So, productivity and produc valuet, however both the spacing 3m x 2m and the 3m x 3m behave very similarly, especially for the fact of having an intervention intensity in Them. The 4m x 3m spacing, despite not having obtained the best results, has shown great potential because it is young projects, with high productivity and does not yet have its cycle of interventions finished, although it is not possible to determine if a high productivity It is an advantage of intervention or external benefits, as there is little information on this scheme.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/7981
Aparece nas coleções:DV - Engenharia Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COENF_2017_1_22.pdf999,48 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.