Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8028
Título: Avaliação experimental da rigidez de ligações pregadas e parafusadas em madeira
Título(s) alternativo(s): Timber slip moduli experimental evaluation of nailed and bolted connections
Autor(es): Freitas, Taís Oliveira Gonçalves
Orientador(es): Góes, Jorge Luís Nunes de
Palavras-chave: Ligações parafusadas
Pregos e cravos
Estruturas de madeira (Construção civil)
Normas técnicas (Engenharia)
Bolted joints
Nails and spikes
Wooden-frame buildings
Standards, Engineering
Data do documento: 21-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: FREITAS, Taís Oliveira Gonçalves. Avaliação experimental da rigidez de ligações pregadas e parafusadas em madeira. 2017. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2017.
Resumo: As ligações têm a função de transmitir os esforços solicitantes entre os elementos unidos, tornando-se assim, relevantes para o projeto e dimensionamento de estruturas de madeira. A rigidez das ligações influencia diretamente no comportamento mecânico global das estruturas de madeira, incluindo-se os deslocamentos e os esforços internos. Existem vários fatores que influenciam na rigidez das ligações, como o tipo, o espaçamento, a quantidade dos elementos de ligação e as características físicas dos materiais utilizados. No Brasil as ligações mais utilizadas são as com pinos metálicos, como as ligações pregadas e parafusadas. A atual norma brasileira de estruturas de madeira ABNT-NBR 7190 não apresenta modelo para o cálculo da rigidez de ligações, entretanto, outros documentos normativos apresentam metodologias para sua determinação. Com o objetivo de avaliar a adequação dos modelos apresentados em normas como por exemplo CEN EUROCODE 5 (2004), foram realizados ensaios experimentais em corpos de prova de ligação em duas espécies nativas brasileiras, Garapeira (Apuleia leiocarpa) e Caixeta (Tabebuia cassinoides), a primeira de média-alta densidade e a segunda de baixa densidade. Foram estudados dois tipos de conectores: parafusos passantes com porca e arruelas e pregos lisos com cabeça. Os resultados atingidos foram satisfatórios para as ligações do tipo pregadas. Já para as ligações parafusadas devem ser realizados mais estudos sobre a sua rigidez.
Abstract: The connections are used to transfer all project loads between the elements, becoming relevant for timber structural design. The slip moduli connection has a direct influence in the mechanical behavior of timber structures as displacements and internal stress. There are several factors make an influence on slip moduli connection such as type, spacing, number of connection and the physical characteristics of used materials. The most used connection in Brazil between wooden elements are the metallic dowel, bolted and nailed connections. The current Brazilian timber structures standard ABNT 7190 (1997) does not present a design model for the slip moduli connection, however, there are international standarts tha present a design methodology for slip moduli connections. This paper present an methodology in order to evaluate the different models present through the CEN EUROCODE 5 (2004) standard, experimental analysis were realized in sample parts of Garapeira (Apuleia leiocarpa) and Caixeta (Tabebuia cassinoides), brazilian native wooden. The first one is characterized for medium-high density and the second as low-density. Two types of connectors were studied: bolts with nut and washers, and straight nails with head. The results show that the tests were satisfactory for nailed connections. For bolted connections, more studies of stiffness should be made.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8028
Aparece nas coleções:CM - Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ligacoespregadasparafusadasmadeira.pdf2,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.