Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8091
Título: Mulheres sob a ótica patriarcal
Título(s) alternativo(s): Women from the perspective of patriarchy
Autor(es): Testa, Letycia Fossatti
Orientador(es): Lima, Marcos Hidemi de
Palavras-chave: Literatura - Análise
Identidade de gênero na literatura
Mulheres - Identidade
Literatura comparada
Patriarcado
Literature - Analysis
Gender identity in literature
Women - Identity
Literature, Comparative
Patriarchy
Data do documento: 20-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Pato Branco
Referência: TESTA, Letycia Fossatti. Mulheres sob a ótica patriarcal. 2015. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Pato Branco, 2015.
Resumo: Este trabalho busca analisar a representação das personagens femininas, Isaltina e Adélia, de grupos étnicos distintos, presentes nos romances Lucas Procópio e Um cavalheiro de antigamente, de Autran Dourado, sob a ótica do patriarcalismo. Em ambas as narrativas, as personagens estão inseridas em um ambiente marcadamente machista, preconceituoso e discriminatório, que busca moldá-las a ideologias preestabelecidas histórica e socialmente. Nessa linha de raciocínio, este estudo apresenta as principais características que marcaram o período desde o início da colonização até o fim da escravidão, época em que prevaleceu na formação da família brasileira a influência do regime patriarcal, marcado pelo mandonismo dos homens brancos, educados dentro do espírito da casa-grande, muitas vezes grandes proprietários de terras e de pessoas. Por conseguinte, por intermédio da análise da presença do patriarcalismo nas duas obras, será configurada a relação conflituosa e hierárquica que se estabelecia entre o homem versus a mulher. Por extensão, busca-se relacionar nos dois romances estudados semelhanças e diferenças entre a mulher branca, representada por Isaltina, e a mulher negra, representada por Adélia, neste importante período brasileiro, que gerou consequências negativas ainda visíveis na sociedade brasileira.
Abstract: This work aims to analyze the representation of female characters, Isaltina and Adelia, they have distinct ethnic classes and they are present in the novels Lucas Procópio and Um cavalheiro de antigamente, of Autran Dourado, from the perspective of patriarchy. In both narratives, the characters are inserted in a macho, prejudiced and discriminatory environment, which seeks to mold them to pre-established ideologies historically and socially. Thus, this study presents the main features that marked the period from the beginning of colonization until the end of slavery. In this time prevailed in the formation of the brazilian family the patriarchal regime, marked by despotism of white men, that were educated in the spirit of the “casa-grande”, often large landowners and people. Therefore, through the analysis of the presence of patriarchy in the two novels, will be configured to confrontational and hierarchical relation established between man versus woman. By extension, it seeks to relate in the two novels studied similarities and differences between the white woman, represented by Isaltina and the black woman, represented by Adelia in this important brazilian period, which generated negative consequences still visible in the society.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8091
Aparece nas coleções:PB - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PB_COLET_2015_2_03.pdf465,06 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.