Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8343
Título: Os diálogos interdisciplinares na constituição da química como ciência: um estudo historiográfico como contribuição para o ensino de química
Título(s) alternativo(s): The interdisciplinary dialogues in the constitution of chemistry as a science: a historiographical study as a contribution to the chemistry teaching
Autor(es): Farias, Tatiane Larissa da Silva
Orientador(es): Suart Júnior, José Bento
Palavras-chave: Alquimia
Química - História
Ciência - Estudo e ensino
Alchemy
Chemistry - History
Science - Study and teaching
Data do documento: 18-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Apucarana
Referência: FARIAS, Tatiane Larissa da Silva. Os diálogos interdisciplinares na constituição da química como ciência: um estudo historiográfico como contribuição para o ensino de química. 2015. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) — Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2015.
Resumo: Perceber a química como ciência advinda de séculos de especulações, teorias e crenças ideológicas, instiga a pesquisa dos principais eventos históricos e consequentemente, dos personagens que contribuíram e se apropriaram intimamente do processo de construção dessa ciência. Os discursos eminentes das diversas áreas do conhecimento apreendidos pelos grandes teóricos, filósofos e cientistas no período que compreende o pré e o pós da Revolução Científica, foram cruciais para se entender as transições da química e evidenciar aspectos da transposição didática do contexto geral dessa ciência para a disciplina escolar de química abordada nas escolas. Mostrar como a HFC (História e Filosofia da Ciência) pode atuar como ponte que conecta os conteúdos históricos aos científicos faz com que a mesma torne-se uma rica ferramenta de pesquisa além uma boa estratégia didática para ensinar química a partir de suas origens. Portanto, a HFC não seria mais um aspecto do ensino ou outro conteúdo que o professor deveria levar em consideração em seu planejamento, mas sim, ser o eixo que integra os conhecimentos científicos levando em consideração abordagens interdisciplinares para a construção de saberes de forma mais ampla e concreta. Pensando no processo de transição entre uma filosofia de práticas puramente místicas e sagradas a uma ciência sistemática organizada a partir de mecanismos e métodos, este trabalho busca construir respostas para a questão: “quais foram os possíveis diálogos interdisciplinares existentes no processo histórico de construção da química como ciência desde suas primeiras manifestações até o desenrolar da Revolução Científica dos séculos XVI e XVII”? O método utilizado para o desenvolvimento deste trabalho foi o de análise historiográfica e este mostra-se válido quando se pretende estudar fatos do passado no intuito de compreender comportamentos, organização de pensamentos, entre outros aspectos, que nos ajudam perceber como se deu o desenvolvimento e a construção dos saberes que norteiam nossa vivência atualmente. Evidenciando as principais características acerca da historiografia da Ciência, foi possível extrair os recortes historiográficos das fontes secundárias selecionadas e construir uma análise acerca dos momentos interdisciplinares que tecem essa trajetória histórica na intenção de utilizá-la como recurso para transposição didática em sala de aula ou em processos de formação de professores.
Abstract: Understand the chemistry as a science arising from centuries of speculation, theories and ideological beliefs, instigates a survey of major historical events and consequently, the characters who have contributed and appropriated closely the construction process of this science. Eminent speeches of the various knowledge areas seized by the great theoreticians, philosophers and scientists in the period that includes the pre and post the Scientific Revolution, were crucial to understanding the transitions of chemistry and highlight aspects of didactic transposition of the general context of this science to school discipline of chemistry addressed in schools. Show how the HFC (History and Philosophy of Science) can act as a bridge connecting the historical contents of the scientific causes the same to become a rich research tool beyond a good teaching strategy to teach chemistry from its origins. Therefore, HFC would be another aspect of teaching or other content that the teacher should take into account in their planning, but be the axis that integrates scientific knowledge taking into consideration interdisciplinary approaches to building more broadly of knowledge and concrete. Thinking about the process of transition from a philosophy purely mystical and sacred practices to an organized systematic science based mechanisms and methods, this paper seeks to build answers to the question: "what are the possible existing interdisciplinary dialogues in the historical process of building chemistry as science from its earliest manifestations to the development of the scientific revolution of the sixteenth and seventeenth centuries "? The method used to develop this study was to historiographical analysis and this proves to be true when it intends to study facts of the past in order to understand behavior, organization of thoughts, among other things, that help us understand how was the development and the construction of knowledge that guide our present experience. Highlighting the main features about the history of science, it was possible to extract the historiographical cuttings of selected secondary sources and build an analysis of interdisciplinary moments that weave this historical trajectory intending to use it as a resource for didactic transposition in the classroom or teacher training processes.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8343
Aparece nas coleções:AP - Licenciatura em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AP_COLIQ_2015_2_03.pdf884,32 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.