Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8467
Título: Semiconfinamento com a utilização de sombreamento e sua influência no conforto térmico de bovinos de corte
Título(s) alternativo(s): Influence of shading on thermal comfort of beef cattle
Autor(es): Frizzo, Aline Cristina
Orientador(es): Vieira, Frederico Márcio Corrêa
Palavras-chave: Bovinos de corte
Temperatura corporal - regulação
Temperatura atmosférica
Beef cattle
Body temperature - Regulation
Atmospheric temperature
Data do documento: 12-Ago-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Dois Vizinhos
Referência: FRIZZO, Aline Cristina. Semiconfinamento com a utilização de sombreamento e a sua influência no conforto térmico de bovinos de corte. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos, 2014.
Resumo: A bovinocultura de corte desenvolveu-se rapidamente em todas as regiões do Brasil. Em face da condição de clima tropical e subtropical, quando os bovinos são submetidos a ambientes térmicos fora da faixa de conforto, recomenda-se a utilização do sombreamento para aumentar o conforto térmico e desempenho. Todavia, são necessárias informações atualizadas sobre a qualidade desta sombra, considerando animais mestiços. Diante disso, o objetivo do trabalho foi avaliar os diferentes tipos de sombreamento quanto à termorregulação de bovinos de corte mestiços na região sudoeste do Paraná. Foram utilizados bovinos de corte mestiços com idade média de 24 a 28 meses, divididos em piquetes com acesso a sombra natural, sombra artificial e exposto ao sol. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, sem estrutura de parcelas ou de tratamentos. A pesquisa foi realizada em uma propriedade no município de Francisco Beltrão, nos meses de março e abril de 2014, por um período de doze dias para as análises bioclimáticas e de termorregulação, e mais três dias fornecendo alimentação balanceada, totalizando 15 dias para avaliar o ganho de peso. Conclui-se que o sombreamento natural e artificial proporcionou melhor conforto térmico aos bovinos de corte mestiços, pois foram eficientes em oferecer melhores condições ambientais do local, em que a temperatura foi menor em relação ao tratamento exposto ao sol. Foram verificadas as maiores diferenças de médias entre os tratamentos, em que no horário das 13 horas a diferença foi de 5,2º C entre o tratamento da sombra natural e ao ar livre e sombra artificial foi de 3,0º C. Os animais utilizaram a energia para produção e não para a termorregulação, em que o ganho de peso para os animais da sombra artificial obtiveram maior ganho, que foi de 2,12 Kg/dia. Todavia, os animais para o tratamento de sombra natural e artificial não obtiveram diferenças de ganho por dia, em que para os animais da sombra natural foi de 1,82 Kg/dia e os animais expostos ao sol foi de 1,84 Kg/dia. Contudo, não é possível atestar-se o ganho de peso destes animais foi por influência dos tratamentos, ou se os animais eram mais eficientes para produção em situações de altas temperaturas. Desta forma, seria necessário maior repetição dos tratamentos e dos animais.
Abstract: Beef cattle production has increased rapidly in all regions of Brazil. Given the condition of tropical and subtropical climate, when cattle were submitted to thermal environment outside of thermal comfort range, the using of shading is recommended to increase the thermal comfort and productivity. However, actualized information regarding shading quality is necessary, mainly about crossbred animals. Thus, the aim of this work was to assess different types of shading, with reference to thermoregulation of beef cattle. Crossbred animals with average age of 24 to 28 months will be used, divided into paddocks with access to natural shade, artificial shade and in the sun. The experiment will be conducted in a farm located in the city of Francisco Beltrão, in March and April 2014, during 15 days. We conclude that natural and artificial shading provided better thermal comfort crossbred cattle cut, as were efficient in providing better environmental conditions of the site, when the temperature was lower than in the open sun treatment. The greatest differences in means between treatments were not observed, that in time of 13 hours the difference was between C 5,2º treating natural shade and outdoors and artificial shade was 3,0º C. The animals used for energy production and not for thermoregulation, where the weight gain for animals of artificial shade had higher gain, which was 2.12 kg / day. However, animals in the treatment of natural and artificial shade differences did not achieve gain per day, wherein for the natural shade of animals was 1.82 kg / day and the animals exposed to the sun was 1.84 kg / day. However, it is not possible to verify whether the weight gain of these animals was due to the influence of the treatments, or if the animals were more effective in producing high temperature situations. Thus, it would need greater repetition of treatments and animals.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8467
Aparece nas coleções:DV - Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DV_COZOO_2014_1_02.pdf1,28 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.