Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8672
Título: Produção de etanol de segunda geração a partir de embalagem cartonada longa vida
Título(s) alternativo(s): Production of second-generation ethanol from long life carton package
Autor(es): Crosatti, Beatriz Cristina Barbosa
Orientador(es): Prestes, Rosilene Aparecida
Palavras-chave: Enzimas
Hidrólise
Fermentação
Álcool
Enzymes
Hydrolysis
Fermentation
Alcohol
Data do documento: 2-Jun-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Ponta Grossa
Referência: CROSATTI, Beatriz Cristina Barbosa. Produção de etanol de segunda geração a partir de embalagem cartonada longa vida. 2017. 64 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Química) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2017.
Resumo: A demanda por novas matérias-primas e processos para obtenção de combustíveis só tem crescido ao ritmo que a sociedade se desenvolve. Tanto na zona rural como na zona urbana, o uso de máquinas, carros, caminhões que utilizam os mais variados combustíveis para desenvolvimento de suas atividades vem sendo amplamente empregados. O etanol de segunda geração, produzido a partir de resíduos vegetais antes não utilizados, exemplifica claramente essa necessidade, e novas fontes estão sendo testadas e descobertas para a obtenção do produto. Em busca de alternativas para produção, idealizou-se a utilização do papel cartão contido em embalagens cartonadas longa vida como substrato, a partir da hidrólise enzimática da celulose presente e posterior fermentação. Além da obtenção do etanol, trata-se da possibilidade de reutilização de um resíduo gerado continuamente e em grandes quantidades. A partir de experimentos em escala laboratorial utilizando-se dois complexos enzimáticos distintos – Cellic HTec2 e Cellic CTec2 - pode-se determinar boas condições para o progresso da ideia, obtendo o produto desejado em quantidades satisfatórias e em curto período de tempo. O etanol foi quantificado a partir de análises por cromatografia gasosa. A preparação Cellic CTec2 ofereceu resultados mais regulares dentre todos, principalmente quando o volume enzimático foi de 600 mL, produzindo 0,218 g de etanol a partir da hidrólise e fermentação de 2 g de papel cartão. O entrave para a evolução em larga escala se deve ao ainda alto custo das enzimas ou complexos enzimáticos utilizados para degradação da celulose. É um segmento interessante, o qual necessita de estudos posteriores para se dar continuidade e refinar o processo de obtenção do produto final.
Abstract: The requirement for new sources and processes to obtain fuels has grown as the society develops. Both in the agricultural and urban zones, the usage of machines, cars and trucks that requires fuel to execute their activities is a growing reality. The second-generation ethanol, produced by vegetable residues, exemplifies the necessity for fuel where new sources have been tested and discovered to obtain the product. Trying to find alternatives for ethanol production, the usage of cardboard inside the “long life carton package” as substrate was idealized. The process was based in the enzymatic hydrolysis and fermentation of the cellulose contained inside the carton package. Besides the successful obtainment of the ethanol, this process lights up the possibility of reusing large scale generation of residues. In laboratorial scale, two distinct enzymatics complexes were used – Cellic HTec2 and Cellic CTec2 – this complexes determined good conditions for the progress of the idea. Ethanol was obtained in satisfactory quantities in a short period of time. The ethanol was quantified by gas chromatography analysis. The complex Cellic CTec2 offered more prevailing results among others, mainly when the enzyme volume was 600 μL, producing 0,218 g of ethanol from the hydrolysis and fermentation of 2 g of cardboard. The hindrance for the evolution in large scale is set by the high cost of the enzymes or enzymatic complexes used for cellulose degradation. It’s an interesting segment, which needs further studies to give continuity and refine the process of obtaining ethanol from cardboard.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8672
Aparece nas coleções:PG - Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PG_COENQ_2017_1_04.pdf1,72 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.