Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8679
Título: Determinação do teor de ferro em amostras de farinha de trigo
Título(s) alternativo(s): Determination of the content of iron in wheat flour samples
Autor(es): Lima, Flávia Érika de Almeida
Assis, Natália Castilho de
Orientador(es): Ayala, Luis Alberto Chavez
Palavras-chave: Anemia ferropriva
Doenças por deficiência de ferro
Espectrometria de massa
Farinha de trigo
Iron deficiency anemia
Iron deficiency diseases
Mass spectrometry
Flour
Data do documento: 26-Mai-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Ponta Grossa
Referência: LIMA, Flávia Érika de Almeida; ASSIS, Natália Castilho de. Determinação do teor de ferro em amostras de farinha de trigo. 2017. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Química) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Ponta Grossa, 2017.
Resumo: O Brasil vem tomando medidas para o combate à anemia ferropriva no país. Dessa forma, é exigido que as farinhas de trigo e farinhas de milho sejam enriquecidas ou fortificadas com 4,2 mg de ferro e 150 μg de ácido fólico para cada 100 g de farinha, de acordo com a Resolução nº 344, de 13 de dezembro de 2002. Essa resolução será substituída até 2019 pela Resolução nº 150, de 13 de abril de 2017, a qual requer que as farinhas contenham de 4 a 9 mg de ferro e 100 a 200 μg de ácido fólico a cada 100 g de farinha. Assim, este trabalho propõe a análise do teor de ferro em farinhas de trigo de uso doméstico e de panificação por espectrometria por absorção atômica com emissão de chama. Além disso, foram também analisadas pelo mesmo método, amostras de farinha de trigo sem a fortificação. Para isso, utilizou-se 1 g de cada amostra, as quais foram preparadas por digestão por via úmida utilizando ácido nítrico e peróxido de hidrogênio. Os resultados encontrados para o teor médio de ferro, em mg/100g de farinha, são: 10,90 para a marca A; 11,57 para a marca B; 8,93 para a marca C; 8,16 para a marca D; 7,68 para a marca E e 1,74 para a farinha não fortificada. O teor de ferro encontrado nas amostras analisadas está de acordo com a legislação vigente.
Abstract: Brazil has been taking actions towards the combat of iron deficiency anemia in the country. Therefore, it is required that wheat flour and corn flour be enriched or fortified with 4.2 mg of iron and 150 μg of folic acid for every 100 g of flour, according to Resolution no 344. This resolution will be replaced up to 2019 by the Resolution no 150, April 13th, 2017, which requires that flours must contain from 4 to 9 mg of iron and 100 to 220 μg of folic acid in every 100 g of flour. Therefore, this paper proposes to analyze the iron content of wheat flour for domestic and bakery use by atomic absorption spectrometry with flame emission. Besides that, samples of non-fortified wheat flour were analyzed through the same method. In this regard, 1 g of each sample was used and prepared by humid digestion using nitric acid and hydrogen peroxide. The result iron content in mg/100g of flour are 10.90 for brand A; 11.57 for brand B; 8.93 for brand C; 8.16 for the brand D; 7.68 for brand E and 1.74 for the non-fortified wheat flour. The iron content of the analyzed samples is in compliance with the legislation.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8679
Aparece nas coleções:PG - Engenharia Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PG_COENQ_2017_1_11.pdf868,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.