Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8793
Título: Diversidade florística e aspectos ecológicos de trepadeiras em unidades de conservação do centro-sul do Paraná, Brasil
Autor(es): Teixeira, Gustavo Guazzelli Medeiros
Orientador(es): Caxambú, Marcelo Galeazzi
Palavras-chave: Trepadeira
Levantamentos florestais
Áreas de conservação de recursos naturais
Climbing plants
Forest surveys
Natural resources conservation areas
Data do documento: 29-Dez-2017
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: TEIXEIRA, Gustavo Guazzelli Medeiros. Diversidade florística e aspectos ecológicos de trepadeiras em unidades de conservação do centro-sul do Paraná, Brasil. 2017. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2017.
Resumo: As trepadeiras apresentam grande diversidade de formas e adaptações na composição de uma comunidade florestal. O objetivo desse trabalho foi realizar o levantamento florístico das espécies trepadeiras em três Unidades de Conservação em áreas de ecótono entre a Floresta Ombrófila Mista e a Floresta Estacional Semidecidual no município de Mato Rico, Paraná. O levantamento foi conduzido entre os anos de 2015 e 2017, em bordas e trilhas pré-existentes, e o material foi herborizado e depositado no Herbário HCF. As espécies foram classificadas de acordo com o porte, adaptações e métodos de ascensão, unidades e síndromes de dispersão. Nas três Estações Ecológicas foram encontradas 63 espécies, 50 gêneros e 26 famílias, representadas principalmente por Bignoniaceae, Sapindaceae, Cucurbitaceae, Apocynaceae, Passifloraceae e Rosaceae, que juntas somam 49% do total das espécies registradas. Os gêneros com maior número de espécies foram Passiflora (Passifloraceae), Rubus (Rosaceae) e Serjania (Sapindaceae). Considerando as Estações Ecológicas separadamente, foram registradas 37 espécies de trepadeiras na EEM Colombo, 29 na EEM Juquirí e 24 na EEM Cantú. As trepadeiras lenhosas predominaram nas EEM Colombo e Juquirí e as herbáceas na EEM Cantú. As trepadeiras gavinhosas foram mais comuns na EEM Colombo, as volúveis na EEM Juquirí e gavinhosas e apoiantes, em igual proporção, na EEM Cantú. A unidade de dispersão predominante foi fruto e a síndrome de dispersão mais comum foi a anemocoria, com diásporos alados. A flora de trepadeiras das Estações Ecológicas apresentaram um elevado número de espécies pertencentes à Floresta Estacional Semidecidual. A EEM Cantú é a área que se encontra mais degradada, situação evidenciada pela predominância de trepadeiras herbáceas e apoiantes. É importante que os estudos florísticos busquem trazer informações quanto ao porte, categorias de ascensão e síndromes de dispersão, visando melhor elucidar a função que as trepadeiras possuem nos ambientes florestais.
Abstract: The climbers present a great diversity of forms and adaptations in the composition of a forest community. This study aim to a floristic survey of climbing species in three Conservation Units in ecotone between the Subtropical Mixed Forest and the Semideciduous Seasonal Forest in the Municipality of Mato Rico, Paraná State. The study was conducted between the years 2015 and 2017, on pre-existing edges and trails, and the material was herborized and deposited in the HCF Herbarium. Species were classified according to habit, adaptations and ascending methods, dispersion units and syndromes. In the three Ecological Stations we found 63 species, 50 genera and 26 families, represented mainly by Bignoniaceae, Sapindaceae, Cucurbitaceae, Apocynaceae, Passifloraceae and Rosaceae, which together account for 49% of the total recorded species. The genera with most species were Passiflora (Passifloraceae), Rubus (Rosaceae) and Serjania (Sapindaceae). Considering the Ecological Stations separately, they were recorded 37 species of climbers in EEM Colombo, 29 in EEM Juquirí and 24 in EEM Cantú. The lianas predominated in EEM Columbo and Juquirí and herbaceous vines in EEM Cantú. Tendrillar plants were more common in EEM Colombo, twiners in EEM Juquirí and tendrillar and scramblers are in equal proportion in EEM Cantú. The fruit is a predominant dispersion unit and anemocory, with winged diaspores, is more common among recorded species. The climbing flora of this Ecological Stations presented a high number of species belonging to the Semidecidual Seasonal Forest. The EEM Cantú is the one that is most degraded area, evidenced by the predominance of herbaceous climbers and scramblers. It is important for floristic studies seek to bring information about the size, ascending methods and dispersion syndromes, in order to better elucidate the role that climbers have in forest environments.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/8793
Aparece nas coleções:CM - Engenharia Ambiental

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
diversidadetrepadeirascentrosulparana.pdf
  Disponível a partir de 2022-01-01
2,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.