Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9119
Título: Desenvolvimento de software para análise de autodepuração em rios
Título(s) alternativo(s): Software development for river self-depuration analysis
Autor(es): Joslin, Matheus Uebel
Alberts, Ronald
Orientador(es): Freire, Flavio Bentes
Palavras-chave: Modelos matemáticos
Software - Desenvolvimento
Esgotos
Água - Qualidade
Oxigênio
Engenharia civil
Mathematical models
Computer software - Development
Sewerage
Water quality
Oxygen
Civil engineering
Data do documento: 16-Jul-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: JOSLIN, Matheus Uebel; ALBERTS, Ronald. Desenvolvimento de software para análise de autodepuração em rios. 2015. 79 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Produção Civil) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: Lançamentos de esgotos são algumas das principais cargas poluidoras em rios, que comprometem não somente a obtenção de água para consumo humano assim como desestabilizam e prejudicam o ecossistema do corpo hídrico. Neste contexto, a autodepuração é de suma importância no estudo do lançamento de esgoto em rios, assim como no dimensionamento da eficiência de estações de tratamento de esgoto para posterior lançamento de efluentes em corpos hídricos. Contudo, o estudo da autodepuração inclui diversos parâmetros de qualidade da água e também vários dados físicos, químicos e biológicos dos rios, os quais tornam extenso seu equacionamento e de difícil resolução manual. Portanto, o uso de ferramentas computacionais torna-se imprescindível para uma análise da autodepuração eficiente e precisa. No intuito de facilitar o estudo acadêmico da autodepuração assim como dar agilidade nos cálculos, desenvolveu-se no presente trabalho um sistema informatizado livre em Visual Basic, denominado QAR-UTFPR (Qualidade da Água em Rios), baseado no modelo de Streeter & Phelps. Através de dados de entrada do rio, do efluente, da eficiência do tratamento, da temperatura, e de constantes cinéticas estabelecidas pelo modelo (decomposição, reaeração, dentre outras) são calculados os valores de demanda bioquímica de oxigênio (DBO), oxigênio dissolvido (OD) e coliformes. O software é valido apenas para trechos de rios onde há apenas uma carga pontual contínua de esgoto sanitário com ou sem tratamento prévio. Os cálculos dos parâmetros são feitos de forma pontual ao longo do rio, com intervalo de distância entre pontos definido pelo usuário. Então, por meio desses pontos, são gerados os gráficos de perfil do rio para cada uma das variáveis. Cada gráfico contém a curva de perfil com o tratamento prévio definido pelo usuário e a curva de perfil quando não há tratamento algum, além disso é plotado também o limite mínimo aceitável da variável definido pelo usuário. Por se tratar de um software livre, com fins acadêmicos, o objetivo foi estabelecer uma interface de fácil entendimento e utilização, além de haver informações extras para usuários iniciantes e leigos a respeito dos diferentes meios de determinar os dados de entrada mais complexos. Para testar (validar) o software foi utilizado um exemplo da literatura, no qual constatou-se igualdade nos resultados. Dessa forma, conclui-se que o software desenvolvido pode servir como ferramenta importante nos estudos relacionados com a autodepuração em rios.
Abstract: Sewage releases are some of the main pollutant loads in rivers, which spoils water for human consumption as well as destabilize and harm the water body ecosystem. In this context, self-depuration is important in the study of sewage discharges into rivers, as well as in the proper efficiency designing of sewage treatment stations and posterior effluent discharges into rivers. However, the study of self-purification includes several water quality parameters as well as many physical, chemical and biological river data, which make the solution extensive and difficult to solve by hand. Therefore, the use of computational tools becomes essential for efficient and accurate analysis of selfdepuration. In order to facilitate the academic study of self-purification as well as to make the calculation routine faster, a free computerized system in Visual Basic, named QAR-UTFPR, based on the Streeter & Phelps model was developed. The software calculates the biochemical oxygen demand (BOD), dissolved oxygen (DO) and coliforms through the input data of the river, effluent, treatment efficiency, temperature, and kinetic coefficients established by the model (decomposition reaeration, among others). The software is valid only for river stretches where there is only one continuous sewage load point, with or without previous treatment. The parameters are calculated point by point with a step distance defined by the user. Thus, through these points, the software generates the river profile graphics for each of the parameters. For DOB and DO, the software also plots the profile graphics with the treatment efficiency defined by the user. In addition, the user can define the minimum acceptable level of DO to be plotted on the graphic. Since it is a free software with academic purposes, the goal was to establish a clear and intuitive interface, moreover there is extra information for beginners about the input data. The software was tested by an example in the literature and the results were basically the same. Thus, it is concluded that the developed software can serve as an important tool for studies about river self-depuration.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9119
Aparece nas coleções:CT - Engenharia de Produção Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_DACOC_2015_1_5.pdf1,95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.