Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9478
Título: Que inglês ensinamos? A visão de professores de uma escola de inglês em relação à dicotomia inglês como língua estrangeira x inglês como língua franca
Título(s) alternativo(s): What english do we teach? The english school teachers’ perception regarding the dichotomy english as foreign language and english as a lingua franca
Autor(es): Jesus, Simone Cristina
Orientador(es): Albini, Andressa Brawerman
Palavras-chave: Língua inglesa - Estudo e ensino - Falantes de português, [Espanhol, etc.]
Língua inglesa
Língua inglesa - Pronúncia
Professores de inglês
English language - Study and teaching - French, [Spanish, etc.] speakers
English language
English language - Pronunciation
English teachers
Data do documento: 27-Nov-2015
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: JESUS, Simone Cristina de. Que inglês ensinamos? A visão de professores de uma escola de inglês em relação à dicotomia inglês como língua estrangeira x inglês como língua franca. 2015. 69 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Português-Inglês) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2015.
Resumo: Embora o conceito de Inglês como língua global tornou-se senso comum no ensino de língua inglesa, alguns professores podem não ter consciência de como a sua perspectiva para com a língua pode influenciar suas atitudes pedagógicas. Considerando tal fato, o objetivo deste trabalho é investigar a visão dos professores de uma escola de Inglês de Curitiba a respeito da dicotomia Inglês como Língua Estrangeira (EFL) e Inglês como Língua Franca (ELF). Desta forma, durante este estudo, 10 professores responderam a um grupo de perguntas sobre conceitos elementares, como inteligibilidade, o papel do falante nativo e a importância do ensino pronúncia, a fim de verificar a sua conscientização sobre esses aspectos. Os dados coletados foram, principalmente, analisados com base nos trabalhos de Jenkins (2000, 2002, 2007); McKay (2002); Walker (2010). Os resultados apontam que os professores reconhecem o contexto ELF como uma realidade. No entanto, eles apresentam dificuldades para distinguir as implicações desse panorama na sua prática docente.
Abstract: Although the concept of English as a global language has become a commonplace in English teaching, some teachers might not be conscious of how their perspective towards the language may influence their pedagogical attitudes. Considering this fact, the aim of this work is to investigate the teachers’ view of an English school from Curitiba regarding the dichotomy of English as a Foreign Language (EFL) and English as a Lingua Franca (ELF). During this study, 10 teachers answered a group of questions about elementary issues, such as intelligibility, the role of the native speaker and the importance of teaching pronunciation, in order to verify their awareness concerning these aspects. The collected data was mainly analyzed based on the works of Jenkins (2000, 2002, 2007); McKay (2002); and Walker (2010). The results point out that teachers recognize the ELF context as a reality. However, they struggle to distinguish the implications of this panorama to their practice.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9478
Aparece nas coleções:CT - Licenciatura em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COLET_2015_2_14.pdf1,2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.