Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9820
Título: Pesquisa sobre políticas públicas energéticas no Brasil: um estudo de caso a partir do diretório nacional de grupos de pesquisa do CNPq
Título(s) alternativo(s): Research about energetic public policies in Brazil: a case study from the national directorate of research groups of the CNPq
Autor(es): Pinheiro, Scheila Terezinha Wrubel
Orientador(es): Silva, Christian Luiz da
Palavras-chave: Política energética
Trabalho de grupo na pesquisa
CNPq - Pesquisa
Método de estudo de casos
Pesquisa
Administração
Energy policy
Group work in research
Research - CNPq
Case method
Research
Management
Data do documento: 17-Nov-2016
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: PINHEIRO, Scheila Terezinha Wrubel. Pesquisa sobre políticas públicas energéticas no Brasil: um estudo de caso a partir do diretório nacional de grupos de pesquisa do CNPq. 2016. 164 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2016.
Resumo: O crescimento socioeconômico de diversos países provoca o consumo crescente de energia por parte das sociedades. A energia é estratégica para qualquer nação. E nesse sentido, para satisfazer as necessidades crescentes tem se fortalecido pesquisas em instituições de fomento no Brasil, que se estrutura a partir de grupos de pesquisa em instituições públicas e privadas. Esses grupos estão em sua maioria nas universidades públicas, instituições de ensino superior, ainda em instituições de pesquisa científica e também em institutos de pesquisa tecnológica e desenvolvimento. Uma dessas instituições é o Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico (CNPq) que se apresenta como o principal órgão de fomento à pesquisa cientifica do governo federal. Contudo, o Brasil ainda apresenta um déficit em instituir políticas públicas eficientes sobre o tema energia. Nesse cenário apesar de existir considerável numero de grupos de pesquisa que tratam dessa temática, eles em geral, não apresentam mecanismos próprios eficazes de interação para troca de informações e conhecimento, o que possibilitariam um grande avanço tanto nas pesquisas realizadas como na colaboração para o governo. Dessa forma, o objetivo principal desta pesquisa é descrever as ações e os objetivos dos grupos de pesquisa, cadastrado no diretório do CNPq que tratam do tema energia relacionado com políticas públicas e políticas energéticas no Brasil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva, bibliográfica e documental com fonte de dados primários e secundários. Entre os resultados alcançados constatou que 4,11% dos pesquisadores em atividade no País, estão envolvidos na temática energia dispersos em 231 instituições, com diferentes propósitos e em diversas áreas, predominando a área das engenharias com 48% do total. O Distrito Federal concentra 25 grupos e os demais estão distribuídos nos 26 Estados brasileiros, com destaque para São Paulo que tem 16, 62% do total. Dos 1456 grupos mapeados 4,12% discutem políticas públicas e energéticas relacionadas ao tema energia, totalizando 60 grupos, e estão dispersos em 16 Estados brasileiros, predominando a área de Ciências Sociais Aplicadas. A região sudeste tem 41,67% do total e a região Nordeste 26,67%, São Paulo e Rio de Janeiro se destacam com 11 grupos cada. A preocupação com a temática iniciou no ano de 1986, com apenas um grupo de pesquisa, contudo com o passar dos anos teve um aumento significativo de grupos pesquisando, principalmente depois da crise de 2001. Dos recursos humanos (RH), 5 são colaboradores estrangeiros, 33,24% tem formação em doutorado 10,46% tem formação em mestrado, e os demais membros são constituídos por pesquisadores, técnicos e estudantes, inclusive de graduação. Esses últimos somam 14,25% do total de RH revelando o envolvimento dos pesquisadores em atividades de orientação em pesquisas. Do total de 22556 de indicador de produção, 50,38% correspondem à produção técnica, 41,55% compõem o grupo de produção bibliográfica e apenas 8,06% fazem parte da formação de RH. A principal abordagem dos grupos de pesquisa é incluir nas políticas públicas mecanismos de incentivos para a geração de fontes de energia alternativas, o consumo consciente, a equidade, entre outros. Alguns grupos têm preocupações locais, além de prestar assessorias a empresas de energia elétrica e entidades de classe. O CNPq é fundamental para que a rede de conhecimento formada seja divulgada e visualizada.
Abstract: The socio-economic growth of various countries causes the increasing consumption of energy by companies. Energy is strategic for any nation. And in that sense, to meet the growing needs has strengthened research into development institutions in Brazil, which is structured from research groups in public and private institutions. These groups are mostly in public universities, higher education institutions, even in scientific research institutions and also in technological research and development institutes. One such institution is the National Council for Scientific and Technological Development (CNPq) which is presented as the main funding body for scientific research from the federal government created. However, Brazil still has a deficit in establishing efficient public policies on the subject of energy. In this scenario, although there is considerable number of research groups that deal with this suject, they generally do not have effective interaction mechanisms for the exchange of information and knowledge, which would allow a great advance both in the research carried out and in collaboration with the government. The main objective of this research is to describe the actions and objectives of the research groups, registered in the directory of CNPq, which deal with energy related to public policies and energy policies in Brazil, from the general mapping of all the groups that deal with thematic energy. This is a qualitative, exploratory, descriptive, bibliographic and documental with source of primary and secondary data. Among the achieved results found that 4.11% of active researchers in the country are different areas, predominantly the area of engineering with 48% of the total. The Federal District concentrates 25 groups and the rest are distributed in 26 Brazilian states, especially São Paulo which has 16, 62% of the total. Of the the 1456 mapped groups, 4.12% discuss public and energy policies related to Energy, totalling 60 groups, and are dispersed in 16 Brazilian states, predominantly the area of Social Sciences. The southeast region has 41.67% of the total and the Northeast, 26.67%, São Paulo and Rio de Janeiro stand out with 11 groups each. The concern with the theme started in 1986 with only a research group, but over the years had a significant increase in researching groups, especially after the crisis of 2001. Of the human resources (HR) 5 are foreign employees, 33,24% has a doctorate in education and 10,46% have master degree, the other members are made up of researchers, technicians and student, including the graduate. This last ones account 14,25% of total HR revealing the involvement of researchers in orientation activities in research. Of the 22,556 production indicators, 50.38% correspond to the technical production, 41.55% compose the bibliographic production group and only 8.06% are part of HR training. The main approach of the research groups is to include, in public policies, incentive mechanisms for the generation of alternative energy sources, consumer awareness, equity, among others. Some groups have local concerns, and providing advisory services to power companies and professional associations. The CNPq is essential for the formed knowledge network is disclosed and displayed.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/9820
Aparece nas coleções:CT - Administração

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COADM_2016_2_12.pdf2,37 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.