Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12389
Título: Avaliação da aplicação de extratos de chá branco (Camellia sinensis) e calêndula (Calendula officinalis) no preparo de gaze antimicrobiana
Título(s) alternativo(s): Evaluation of the application of extracts of white tea (Camellia sinensis) and marigold (Calendula officinalis) in the preparation of antimicrobial gauze
Autor(es): Parol, Gabriela
Orientador(es): Maciel, Giselle Maria
Palavras-chave: Compostos bioativos
Bactericidas
Escherichia coli
Staphylococcus aureus
Antioxidantes
Bioactive compounds
Bactericides
Antioxidants
Data do documento: 19-Jun-2019
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: PAROL, Gabriela. Avaliação da aplicação de extratos de chá branco (Camellia sinensis) e calêndula (Calendula officinalis) no preparo de gaze antimicrobiana. 2019. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Química) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Curitiba, 2019.
Resumo: Muitos compostos encontrados comumente em plantas e frutas possuem atividades antioxidante e antimicrobiana reconhecidas. Esses compostos bioativos apresentam um amplo potencial para aplicação nas indústrias alimentícia, farmacêutica, cosmética e na área de saúde humana e animal. Extratos de calêndula têm sido utilizados na há muitos anos como agentes anti-inflamatórios tópicos. Além disso vários estudos têm demonstrado a atividade antimicrobiana da calêndula contra fungos e bactérias patogênicas. O chá branco é consumido mundialmente e extratos desse chá apresentam atividade antioxidante e antimicrobiana. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi realizar o preparo de extratos aquosos e hidroalcoólicos de amostras de chá branco e flores de calêndula secas, para posterior avaliação da ação antioxidante e antimicrobiana destes. As análises foram realizadas in vitro com relação a quantificação dos compostos fenólicos totais pelo método de Folin-Ciocalteau, com posterior avaliação da atividade antioxidante pelo teste DPPH; e perante a atividade antimicrobiana, os testes foram realizados através do método de microdiluição em caldo para a determinação da concentração inibitória mínima e da concentração mínima bactericida, com Escherichia coli ATCC 25922 e Staphylococcus aureus ATCC 6538. O estudo revelou que ambos os extratos analisados apresentaram uma considerável concentração de compostos fenólicos, porém foram os extratos de chá branco os que apresentaram maior quantidade destes compostos, sendo respectivamente de 6,45 e 6,28 mg EAG/g de amostra; entretanto uma relação entre a quantidade de compostos fenólicos e a atividade antioxidante não foi observada, uma vez que foi o extrato hidroalcoólico de calêndula o que apresentou uma maior atividade antioxidante pelo método testado (57,67µmol ET/L). Além disso, a propriedade antimicrobiana dos extratos hidroalcoólicos foi comprovada, evidenciando assim o potencial para aplicação destes extratos no preparo de gazes de algodão com atividade antimicrobiana. Amostras de gaze de algodão (15x15 cm) foram preparadas através da imersão desta nos extratos por tempos variáveis (entre 15 minutos e 1 hora) em diferentes condições de temperatura (ambiente e refrigerador). Após a imersão e secagem das gazes, foi realizada a determinação da atividade antibacteriana da gaze baseado pelo método AATCC 100:2004. Os resultados obtidos para a gaze antimicrobiana foram satisfatórios frente ao extrato hidroalcoólico de calêndula, o qual obteve porcentagens de redução bacteriana de 99% e 100% para S. aureus e E. coli respectivamente; porém mais estudos ainda são necessários para o aprimoramento desta aplicação inovadora.
Abstract: Many compounds commonly found in plants and fruits have antioxidant and antimicrobial activities recognized. These bioactive compounds have broad potential for application for human and animal health and in the food, pharmaceutical, cosmetic industries. Calendula extracts have been used in Europe for many years as topical anti-inflammatory agents. In addition, several studies have demonstrated the antimicrobial activity of marigold against fungi and pathogenic bacteria. White tea is consumed worldwide and its extracts have antioxidant and antimicrobial activity. In this context, the objective of this work was to prepare the aqueous and hydroalcoholic extracts of samples of white tea and dry calendula flowers, for later evaluation of their antioxidant and antimicrobial action. The analyzes were carried out in vitro in relation to the quantification of the total phenolic compounds by the Folin-Ciocalteau method, with posterior evaluation of the antioxidant activity by the DPPH test; and regarding the antimicrobial activity, the tests were carried out by using the broth microdilution method for the determination of minimum inhibitory concentration and minimal bactericidal concentration, with Escherichia coli ATCC 25922 and Staphylococcus aureus ATCC 6538. The results revealed that both extracts analyzed had a considerable content of phenolic compounds. However, the extracts of white tea presented the highest amount of these compounds, with respectively 6.45 and 6.28 mg EAG / g of the sample; nevertheless, a relationship between the amount of phenolic compounds and antioxidant activity was not determined, once it was the hydroalcoholic extract of marigold that presented the highest antioxidant activity by the tested method (57.67 μmol ET / L). In addition, the antimicrobial properties of the hydroalcoholic extracts were proven, thus evidencing the potential for application of these extracts in the preparation of cotton gels with antimicrobial activity. Samples of cotton gauze (15x15 cm) were prepared by immersing it in the extracts for variable times (between 15 minutes and 1 hour) in different temperature conditions (room and refrigerator). After the immersion and drying of the gauzes, the determination of the antibacterial activity of the gauze was carried out based on the AATCC method 100: 2004. The results obtained for the antimicrobial gauze were satisfactory against the hydroalcoholic extract of marigold, which has obtained percentages of bacterial reduction of 99% and 100% for S. aureus and E. coli respectively; not with standing, more studies are still needed in order to improve this innovative application.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/12389
Aparece nas coleções:CT - Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COQUI_2019_1_26.pdf
  Disponível a partir de 2024-07-11
1,44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.