Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/207
Título: Inteligência emocional em atletas de voleibol
Autor(es): Morais, Paloma Cristina
Orientador(es): Kerkoski, Marcio José
Palavras-chave: Inteligência emocional
Voleibol
Emotional intelligence
Volleyball
Data do documento: 1-Dez-2011
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: MORAIS, Paloma Cristina. Inteligência emocional em atletas de voleibol. 2011. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2011.
Resumo: As situações encontradas no campo dos esportes colocam os seus praticantes em situação de conflito emocional interno e com o meio que o cerca, ainda que sob estresse, o atleta deve privar pelo seu melhor desempenho. Se sobressaem no esporte aqueles que conseguem controlar suas emoções e obter sua melhor performance. Cabe então a discussão acerca da Inteligência Emocional, abordada por Goleman (1998). O principal objetivo do estudo foi determinar qual a contribuição do Desporto Voleibol para a formação das dimensões relacionadas com a Inteligência Emocional sob o proposto de Bar-On & Parker (2000) sobre QE. A validação da hipótese aqui exposta foi feita através de comparações entre atletas e não atletas de gêneros diferentes. A metodologia utilizada caracterizou-se como quantitativa. O instrumento utilizado foi o questionário EQ-i: YV (Bar-On Emotional Questionnaire Inventory: Young Version) de Bar-On & Parker (2000) com 38 praticantes de Voleibol e 38 não praticantes da modalidade. Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva e também a estatística inferencial. Partindo da literatura relativa à Inteligência Emocional e, principalmente, com base em 6 das 8 dimensões apresentadas por Bar-On EQ-i: YV (Bar-On & Parker, 2002). Os resultados quantitativos demonstraram que não existem diferenças significativas entre as aptidões da Inteligência Emocional entre atletas e não atletas, independente de gênero, se contrapondo a estudos da área que comprovaram o desporto como campo facilitador para desenvolvimento de dimensões da IE.
Abstract: The situations lived in the sports field make its players get in an internal emotional battle and a external battle with the caos around, and even under stress, the athlete must have his best performance. Will have the best results those who can control their emotions and then get their best performance. It is then a discussion of Emotional Intelligence, proposed by Goleman (1998), because the situations encountered in the field of sports place their practitioners in an inner emotional conflict and with the environment that surrounds him, even under stress, the athlete must deprive his best performance. The main objective was to determine the contribution of Sport Volleyball for the formation of the dimensions of Emotional Intelligence in the proposed by Bar-On & Parker (2000) on EQ. The methodology used was characterized as quantitative, adopting the questionnaire EQ-i: YV (Bar-On Emotional Questionnaire Inventory: Young Version) by Bar-On & Parker (2000) as its instrument, with a sample of 38 practitioners and 38 non Volleyball practitioners. The data were submitted to descriptive statistical analysis and inferential statistics as well, comparing practitioners and non practitioners. The quantitative results showed no significant differences between the skills of emotional intelligence between athletes and non-athletes, independent of gender, in opposition to studies that link the area of sport as a facilitator field for the development of dimensions of EI.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/207
Aparece nas coleções:CT - Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_COEFI_2011_2_01.pdf599,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.