Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2370
Título: Atividade antioxidante de frutos cítricos cultivados no Paraná
Autor(es): Ramalho, Regiane
Orientador(es): Bracht, Lívia
Palavras-chave: Laranja
Limão
Antioxidantes
Cítricos
Oranges
Oranges
Antioxidants
Citrus
Data do documento: 27-Fev-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Campo Mourao
Referência: RAMALHO, Regiane. Atividade antioxidante de frutos cítricos cultivados no Paraná. 2014. 34 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Campo Mourão, 2014.
Resumo: A citricultura é o ramo que mais se destaca na fruticultura mundial, o que faz dos citros as frutas mais produzidas no mundo. O cultivo de citros foi introduzido no Brasil ainda no período colonial, e desde então passou a ter grande importância nos hábitos de consumo de nossa população. Os citros, principalmente laranjas e tangerinas, fazem parte da dieta dos brasileiros. Além de serem importante fonte de vitaminas e fibras, as frutas e sucos cítricos recentemente vêm sendo reconhecidos por conterem metabólitos secundários incluindo antioxidantes como ácido ascórbico, compostos fenólicos, flavonóides, limonóides que são importantes para a nutrição humana. O objetivo deste trabalho foi determinar a atividade antioxidante e o teor de compostos antioxidantes de quatro variedades de frutos cítricos (laranja folha-murcha; laranja pêra, limão rosa e limão Taiti) produzidos no estado do Paraná, na região de Maringá. Para isso foram utilizadas algumas espécies de laranjas e limões, retiradas o suco das mesmas e posteriormente analisados o grau de acidez, teor de sólidos solúveis totais, teor de vitamina c, carotenóides, clorofila, compostos fenólicos e propriedades antioxidante. As diferentes variedades de frutos cítricos produzidas no estado do Paraná apresentaram diferenças significativas em relação a todos os parâmetros analisados. As variedades de laranjas pêra e folha-murcha apresentaram quantidades de vitamina C maiores do que as variedades de limões. A capacidade antioxidante avaliada pelo método do DPPH foi maior na laranja folha-murcha assim como o teor de vitamina C e compostos fenólicos.
Abstract: The citrus industry is one sector that stands out in the world fruit production, which makes citrus the most produced fruits in the world. The cultivation of citrus was introduced in Brazil in the colonial period, and since then it has a great importance in the consumption habits of our population. Citrus, mainly oranges and tangerines, are part of the Brazilian diet. In addition of being an important source of vitamins and fiber, fruits and citrus juices recently have been known to contain secondary metabolites including antioxidants such as ascorbic acid, phenolic compounds, flavonoids and limonoids, that are important for human nutrition. The objective of this study was to determine the antioxidant activity and the content of antioxidant compounds of four varieties of citrus (“Folha-Murcha” orange, “Pêra” orange, “Rosa” lemon and “Taiti” lemon) produced in Maringá, state of Paraná. It was analyzed the degree of acidity, soluble solids, vitamin C, carotenoids, chlorophyll, phenolic compounds and the antioxidant properties of the juice of the citrus fruits. There was significant difference for all the parameters analyzed. The varieties of oranges “Pêra” and “Folha-Murcha” showed higher amounts of vitamin C than the varieties of lemons studied. The antioxidant capacity assessed by the DPPH method was greater in orange “Folha-Murcha”, as well as vitamin C and phenolic compounds.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2370
Aparece nas coleções:CM - Tecnologia em Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CM_COALM_2013_2_17.pdf
  Acesso Restrito
538,63 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir Solicitar uma cópia


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.