Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2494
Título: A agroecologia na alimentação escolar: promovendo uma vida saudável
Autor(es): Carvalho, Diana Fernandes de Miranda
Orientador(es): Del Monego, Maurici Luzia Charnevski
Palavras-chave: Ciência - Estudo e ensino (Elementar)
Escolas rurais
Ecologia agrícola
Science - Study and teaching (Elementary)
Rural schools
Agricultural ecology
Data do documento: 5-Abr-2013
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Medianeira
Referência: CARVALHO, Diana Fernandes de Miranda. A agroecologia na alimentação escolar: promovendo uma vida saudável. 2013. 32 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Medianeira, 2013.
Resumo: Através de uma metodologia diferenciada, o projeto A Agroecologia na Alimentação Escolar Promovendo uma Vida Saudável, trabalha na prática os malefícios do uso dos agrotóxicos sobre a própria planta e também os seres humanos e consumidores em geral. Os alunos associam a sua “bagagem” de conhecimentos acumulados que retratam a sua prática social, o saber científico trazido pelo professor na horta escolar, que funciona como um laboratório vivo, desde o manejo do solo, preparação de canteiros, produção de mudas (a partir de sementes crioulas), banco de sementes crioulas, plantio de mudas, irrigação, controle biológico de pragas, compostagem com os restos da própria merenda, além de contribuírem na preparação das receitas e aproveitamento integral dos alimentos. Dessa forma, os alunos conseguem compreender melhor observando que a partir de uma prática de plantio agroecológico, é possível diminuir o desperdício (sustentabilidade), cuidar do solo, preservar a biodiversidade, diminuindo os custos e produzindo alimentos com um alto valor nutricional. O grande desafio, na verdade, é a mudança do modelo de educação presente no campo. A escola do campo não prepara as crianças nem para o mundo urbano e nem para o mundo do campo (com suas diferentes expressões culturais, de organizar a vida, de convivência), mas sim para serem subservientes à lógica do capitalismo. Valorizando a cultura local e individual de cada pessoa que atua dentro deste contexto social tão desvalorizado pela sociedade atual. A principal função do professor, através do ensino de ciências e da educação ambiental, é atuar como agente transformador e formador de opiniões, ressignificando conceitos, para que os alunos, futuros cidadãos, possam influenciar de forma positiva na sociedade, em favor de se conseguir uma qualidade de vida mais digna e saudável para que seja possível oferecer, com o passar dos anos, cada vez melhores condições de vida a todos os seres humanos.
Abstract: Through a differentiated methodology, the project on Agroecology in school nutrition Promoting a healthy lifestyle, works in practice the harmful effects of the use of pesticides on the plant itself and also human beings and consumers in General. Students combine their "baggage" of accumulated knowledge that depict their social practice, the scientific knowledge brought by the teacher in the school garden, which serves as a living laboratory, since the soil management, preparation of construction sites, production of seedlings (heirloom seeds from), heirloom seed bank, planting, irrigation, biological pest control, composting with the remnants of his own packed lunch, in addition to contributing in the preparation of the revenue and take full advantage of the food. In this way, students can better understand noting that from a practice of ecological planting, it is possible to decrease the waste (sustainability), caring for the soil, preserving biodiversity, reducing costs and producing food with a high nutritional value. The big challenge, in fact, is changing the model of education present in the field. The field school does not prepare children for the urban world and not to the world of the field (with its different cultural expressions, to organize life, coexistence), but rather to be subservient to the logic of capitalism. Valuing local culture and the individual person who acts within this social context so devalued by society. The main function of the teacher, by teaching science and environmental education, is to act as agent transformer and trainer of opinions, redefines concepts, so that students, future citizens, can positively influence in society, in favour of achieving a quality of life more worthy and healthy so that you can offer, with the passing of years, each time better conditions of life to all human beings.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/2494
Aparece nas coleções:MD - Ensino de Ciências

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MD_ENSCIE_III_2012_16.pdf318,17 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.