Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3038
Título: Desenvolvimento de tecnologia para obtenção de molde de carenagem de prótese do membro inferior
Autor(es): Quintino, Ariadne
Petry, Evelin
Orientador(es): Vargas, Carlos Alberto
Palavras-chave: Prótese
Corpo humano e tecnologia
Tecnologia de reabilitação
Prosthesis
Human body and technology
Rehabilitation technology
Data do documento: 7-Mar-2014
Editor: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Câmpus: Curitiba
Referência: QUINTINO, Ariadne; PETRY, Evelin. Desenvolvimento de tecnologia para obtenção de molde de carenagem de prótese do membro inferior. 2014. 131 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014.
Resumo: Este trabalho de conclusão de curso visa desenvolver um modelo 3D padrão de membro inferior que possa assumir, através de inserção de dados numéricos, formas anatômicas distintas, de acordo com biotipos diferentes. Esse processo tem o intuito de melhorar o modo de concepção de carenagem de prótese oferecida, atualmente, pelo sistema público de saúde. Procedimento que ainda é bastante artesanal. Como base na análise feita na Associação Paranaense de Reabilitação, em Curitiba, as informações necessárias para o desenvolvimento dos estudos estabelecidos neste projeto. Através do processo observado, pode-se perceber que a demora para o paciente adquirir este artefato, somado a estética, são fatores determinantes para que este indivíduo venha a utilizar este produto. Tratando especificamente da carenagem de prótese, esta é concebida através de uma espuma lapidada de acordo com as formas anatômicas do paciente e posteriormente envolve a prótese. O problema diagnosticado é que muitas vezes o resultado obtido não se equipara aos aspectos visuais do corpo do paciente. O que influencia na desmotivação ao uso desse equipamento. Sendo assim, com o intuito de comprovar a metodologia proposta, que ambiciona a agilidade no método de obtenção de carenagem de prótese, foi utilizado a fotografia, como método para a retirada dos dados dos pacientes. Isso se deu por meio de imagens feitas em duas vistas (frontal e lateral), com a utilização de uma malha quadriculada. Utilizou-se pessoas com anatomias diferenciadas, para comprovar que o modelo gerado padrão é capaz de adquirir formas variadas. Para testar a viabilidade desse método, após a modelagem, foi realizada a usinagem dessa peça por Comando Numérico Computadorizado, a fim de comparar o resultado obtido com o membro real. Desse modo, em um contexto geral foram necessários estudos específicos sobre antropometria, tecnologia assistiva, anatomia humana, além de pesquisas focadas em compreender o que é uma prótese, como essa é confeccionada, assim como todo o contexto histórico que permeia sua elaboração. Outro campo explorado trata-se do paciente que sofre a amputação e que necessita desse utensílio. Na sequência, investigou-se como se dá o processo de adaptação ao novo artefato e quais os impactos psico-emocionais que esse indivíduo carrega. A partir disso, buscou-se por meio de entrevistas com profissionais que convivem com essa realidade, as experiências vivenciadas, além de, principalmente, conhecer e procurar se inserir no universo do paciente que necessita da prótese para se locomover. Esses relatos, juntamente aos conceitos de Design, ajudaram a aprofundar e embasar os estudos desenvolvidos.
Abstract: This work aims to develop a 3D model of lower limb that may assume, by insertion of numerical data, distinct anatomical forms , according to different biotypes. This process aims to improve the way health care system prosthetics are designed, currently still a handmade procedure. The basis of the analysis derives from data collected at the Paraná Association of Rehabilitation in Curitiba, which provided the necessary information for the development of the studies established in this project. Through the observation process, it was noticed that the time it takes for the patient to acquire this artifact, as well as aesthetics, are crucial for an individual to acquire this product. Dealing specifically with the prosthesis' cover, this is designed using polished foam according to the anatomical features of the patient and thereafter the prosthesis involved. The problem is that result may not be compared to the visual aspects of the patient's body, which influences the motivation to use such equipment. Thus, in order to prove the proposed methodology, which aims agility in the method of obtaining prosthetic covering, photography was used as a method for obtaining patient data. Pictures were taken in two views (front and side), using a checkered grid. We used people with differing anatomies, to prove that the generated model was able to acquire various forms. To test the feasibility of this method, after shaping, machining was performed by Computerized Numerical Control in order to compare the obtained results with the real limb. Thus, in a general context specific studies about anthropometry, assistive technology, and human anatomy studies were needed, focusing on understanding what a prosthetic is, how it is made, as well as the historical context that permeates its development. Another area explored is the amputation patient who needs this tool. Furthermore, it was investigated how the process of adapting to the new artifact is and what psycho- emotional impacts this individual carries. From this, we sought to understand from interviews with professionals who live with this reality, the experiences and, especially, to know and seek to enter the universe of the patient who needs to get around the prosthesis. These reports, along with the concepts of Design, helped deepen and base the studies developed in this project.
URI: http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/3038
Aparece nas coleções:CT - Design

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CT_CODES_2013_2_09.pdf5,01 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.